Um em cada quatro negros teme sofrer racismo no transporte

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Foto: José Cruz/Agência Brasil
  • Meios mais evitados por pessoas negras são ônibus (40%), vans (13%) e metrô (10%)

  • Des 1.308 entrevistados, 46% disseram que já presenciaram algum ato de racismo dentro de transporte público

Texto: Juca Guimarães

Os meios de transporte são locais de risco potencial de racismo contra pessoas negras, de acordo com os dados da pesquisa para o Guia da Comunidade 99. O estudo ouviu 1.308 usuários e motoristas de aplicativos de transporte de todo o país sobre racismo. Entre os negros, pessoas que se autodeclaram negras ou pardas, 24% disseram que temem ser vítimas de racismo dentro do transporte público.

O ônibus, segundo a pesquisa, é o meio de transporte mais evitado por conta do risco de sofrer racismo (40% dos entrevistados negros afirmaram isso), em segundo lugar ficam as vans (13%), bem próximo do percentual de negros que evitam usar o metrô (10%).

O objetivo da pesquisa, de acordo com o app 99, é entender como o preconceito racial impacta na mobilidade urbana e nos hábitos de locomoção das pessoas. No geral, entre brancos e negros, 54% dos respondentes afirmaram não ter dúvidas de que a sociedade brasileira é racista, enquanto que para 46% delas “apenas algumas pessoas são racistas”. Curiosamente, a pesquisa indica que apenas 1,5% das pessoas disseram que elas próprias são racistas.

Leia mais:

“Essa pesquisa reforça a necessidade de continuarmos investindo e atuando no combate ao preconceito, seja promovendo a conscientização através de materiais como o Guia da Comunidade 99 e campanhas educativas, seja aplicando uma política de tolerância zero em casos de discriminação”, pontua Erica Tavares, Gerente Sênior de Experiência do Usuário da 99 e integrante do 99Afro, grupo que promove a diversidade e equidade racial na empresa.

O levantamento aponta que quase metade (46%) de todos os respondentes já presenciou um ato de racismo em ônibus, trem, vans e metrô; e um em cada cinco negros afirma que já foi vítima de discriminação nesses locais.

Além do racismo no transporte público, a pesquisa também perguntou onde mais a pessoa já havia presenciado alguma situação de preconceito. No geral, 49% já presenciaram racismo em lojas de shoppings e 48% em mercados. Se for analisar a resposta apenas das pessoas negras, o percentual sobre a percepção do racismo aumenta para 61% em lojas de shopping e 57% em mercados.

A pesquisa questionou também sobre qual seria a melhor maneira para se combater o racismo na sociedade. Para 66% dos passageiros e 56% dos motoristas pretos e pardos, o caminho é a educação sobre diversidade nas escolas. Na sequência, 52% dos passageiros e 45% dos motoristas acreditam que investir em campanhas de conscientização é a melhor saída.

“Incentivar a diversidade para a construção de uma sociedade mais inclusiva é missão de todos”, afirma Erica, da 99Afro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos