Um morto e 57 feridos em acidente no metrô da Cidade do México

Um acidente entre dois trens do metrô da Cidade do México deixou um morto e 57 pessoas feridas, neste sábado (7).

"Há 57 pessoas feridas, algumas delas com ferimentos leves, mas que foram admitidas nos hospitais, e infelizmente há uma morte", informou a prefeita da capital mexicana, Claudia Sheinbaum, em uma breve mensagem à imprensa desde o local do acidente.

"A pessoa que está em estado mais grave é o condutor", acrescentou. Sheinbaum disse que o acidente deixou quatro pessoas presas nos destroços, mas que elas já foram resgatadas.

A prefeita também explicou que o acidente ocorreu pela manhã, quando dois trens se chocaram entre as estações Potrero e La Raza, pertencentes à Linha 3 do metrô, que vai de norte a sul da grande capital mexicana.

O Ministério Público local anunciou que abriu um processo de investigação sobre o acidente.

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, expressou suas condolências às vítimas do acidente.

O metrô da Cidade do México foi inaugurado em 1969 e tem uma extensão de 226 quilômetros e 195 estações em 12 linhas diferentes. Em 2021, as autoridades calcularam que transportou um total de 837 milhões de passageiros.

No entanto, o metrô e o governo de Sheinbaum foram criticados pela falta de manutenção e investimento e pelos acidentes ocorridos.

O mais grave deles ocorreu em 4 de maio de 2021, quando uma ponte do metrô desabou junto com um trem, causando a morte de 26 pessoas e ferindo centenas.

Em 2020, dois trens colidiram na estação Tacubaya, deixando um morto e 41 feridos. No ano seguinte, o centro de controle do metrô pegou fogo com um saldo de 30 feridos.

yug/db/ll/am