Um novo estudo revela que flexões e abdominais estão associados a vida mais longa

Você provavelmente faz o melhor que pode e malha sempre que possível, mas a vida tem uma habilidade impressionante de acabar com a nossa disponibilidade para ir à academia. A maioria das pessoas, quando consegue ir, costuma se dedicar aos exercícios cardiovasculares, como corrida, bicicleta, ou elíptico, em vez de fazer musculação. No entanto, um novo estudo sugere que é importante adicionar treinos de força ao seu dia a dia.

A pesquisa, publicada na revista científica American Journal of Epidemiology, acompanhou 80 mil adultos e descobriu que pessoas que faziam exercícios de força, como flexões e abdominais, apresentaram um risco 23% menor de morte prematura, e 31% menor de morte em decorrência de um câncer. Como resultado, os pesquisadores argumentam que os treinos de força podem ser tão importantes para a saúde quanto os exercícios cardiovasculares.

Uma nova pesquisa mostrou resultados interessantes. (Foto: Getty Images)

Felizmente, não é preciso dedicar muito tempo para ver os benefícios: O estudo descobriu que pessoas que faziam duas ou mais sessões por semana de exercícios de força, seja utilizando os equipamentos da academia ou o próprio peso corporal, eram mais propensas a ter uma saúde melhor. Os pesquisadores também descobriram que exercícios usando o peso do próprio corpo (como flexões, abdominais e agachamentos) eram tão eficazes quanto exercícios na academia, uma ótima notícia para quem só consegue se exercitar em casa.

“O treino de força costuma ser o irmão negligenciado do exercício cardiovascular, mas não deveria ser assim,” disse Albert Matheny, nutricionista fundador do SoHo Strength Lab e consultor da Promix Nutrition, ao Yahoo Lifestyle. Na verdade, ele destaca, você pode exercitar seu sistema cardiovascular ao mesmo tempo em que se dedica ao treino de força, mas o oposto raramente é verdadeiro. Ele diz ainda que você tem muito a ganhar, em termos de saúde, ao construir massa muscular por meio de exercícios de força. “A massa muscular ajuda a controlar seus níveis de açúcar no sangue, acelera o metabolismo, e aumenta sua força física e estabilidade,” diz Matheny.

Isso não significa que você deve abandonar completamente os exercícios aeróbicos. Um estudo da Mayo Clinic publicado no começo deste ano descobriu que pessoas que fazem treinos intervalados, que combinam exercícios cardiovasculares e de força, melhoram a capacidade aeróbica, aumentam a energia, desenvolvem os músculos, e reduzem os marcadores do envelhecimento. “O ideal é fazer tudo,” disse também ao Yahoo Lifestyle, Bert Mandelbaum, cirurgião ortopédico do Instituto Kerlan-Jobe em Los Angeles, médico da equipe dos Estados Unidos na Copa do Mundo e nas Olimpíadas e autor de ‘The Win Within: Capturing Your Victorious Spirit’. “Uma combinação de treinos intervalados que não sejam completamente aeróbicos ou anaeróbicos, com um programa de exercícios de força, parece estar associada aos melhores efeitos para a saúde”.

Introduzir uma sessão de exercícios de força em seu dia a dia, é mais fácil do que você imagina – basta transformar este objetivo em uma prioridade, segundo Matheny. Ele recomenda fazer barra fixa, prancha, e séries de agachamento, durante os intervalos, enquanto você assiste televisão. Você também pode fazer afundo enquanto escova os dentes, ou fazer alguns abdominais antes de dormir todas as noites. Quando você encontra estes pequenos momentos no seu dia, é fácil adicionar os treinos de força à rotina.

Korin Miller