'Um time de Champions jogando a Libertadores': Veja a repercussão internacional do tri do Flamengo

A vitória do Flamengo sobre o Athletico na tarde desse sábado por 1 a 0, com gol de Gabigol, refletiu uma campanha de sucesso da equipe carioca. Na imprensa internacional, além da soberania do camisa 9, outros jogadores também foram elogiados, como Pedro e Vidal, na imprensa chilena. O elenco de estrelas, que terminou o campeonato invicto com 12 vitórias e um empate, também foi um dos pontos mais comentados.

Campeão: Flamengo fatura premiação milionária; veja valores

Para o jornal argentino Olé, a chave do sucesso do Flamengo passa pelos pés de Gabigol, que se tornou o brasileiro com mais gols em Libertadores, ao anotar seu 29º tento. O site também fez questão de ressaltar que o único jogo que não terminou com vitória rubro-negra foi contra o time local Talleres, que empatou em 2 a 2 na casa do adversário, além de mencionar as goleadas por 7 a 1 sobre o Deportivo Tolima e o 4 a 0 em cima do Vélez.

"Em Guayaquil deu a lógica, mas também foi o que merecia. Um elenco de nível europeu, uma mudança na metade da Copa, um goleador que se agiganta nas finais" era o mote do texto, ressaltando que o Flamengo foi campeão, invicto, "de ponta a ponta".

Histórico: Gabigol supera Pelé em finais e também se torna o brasileiro com mais gols em Libertadores

Libertadores: Flamengo diminui distância do Brasil para Argentina em número de títulos

Na Espanha, o jornal As afirmou que o Flamengo recuperou seu trono, e destacou o possível embate entre o clube carioca e o atual campeão da Champions League em fevereiro, no Mundial de Clubes. "O Real Madrid está atento à partida. O Flamengo será rival dos merengues no Mundial, provavelmente o mais competitivo de todos", ressaltou a publicação.

Destaque para Vidal

Mas foi na imprensa chilena, casa do volante Arturo Vidal, que veio a maior comemoração. Depois de passar anos expressando o desejo de vestir a camisa do time carioca, o jogador chegou ao Flamengo sem rescisão de contrato, após ser liberado pela Inter de Milão. A adaptação no Rio foi imediata, e logo o jogador caiu nas graças da torcida e dos companheiros de elenco. "O Rei, que teve um duelo à parte com as arquibancadas equatorianas, chegou à sua 25ª coroa" era o título da matéria. "A cada toque do chileno vinham as vaias, e inclusive os presentes comemoraram quando o ex-Inter recebeu o cartão amarelo", continuou o texto.

Na análise, o La Tercera também pesou nos elogios aos jogadores do Flamengo. "O Mengão era um dos principais candidatos a sair como dono do continente, devido ao seu elenco de estrelas. Um time de Champions jogando a Libertadores. Durante a campanha, deu um exemplo de um futebol lírico, como no baile que deu no Vélez, em Buenos Aires, com um Pedro fora do comum", destacou.