Umidade do ar cai e pode deixar SP em atenção nos próximos dias

1 / 1
Umidade do ar cai e pode deixar SP em atenção nos próximos dias

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O tempo seco, mais comum entre o outono e o inverno, começa a ganhar força na região metropolitana de São Paulo. Os índices de umidade, que caíam desde o início da semana, podem ficar abaixo dos 30% nos próximos dias, o que caracteriza estado de atenção. 

A massa de ar polar que passa pela região já deve deixar a umidade média em torno dos 35% nesta quinta-feira (19). Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), porém, níveis mais críticos podem ser alcançados na sexta (20), ficando entre os 20% e os 30%, assim como no início do sábado (21). 

Para a OMS (Organização Mundial da Saúde), umidade menor do que 60% é nociva à saúde humana. Doenças respiratórias podem ser agravadas nessas condições devido ao ressecamento das mucosas. Sintomas como complicações alérgicas, sangramento pelo nariz, ressecamento da pele e irritação dos olhos também são comuns. 

Essa não é a primeira vez do ano em que o índice de umidade pode ficar abaixo dos 30% na capital paulista. Segundo o Inmet, houve registros isolados, como no último dia 11, quando o percentual de umidade chegou a 29%. O recorde de 2018 aconteceu em 9 de fevereiro, com 26%. 

A baixa umidade é resultado de uma massa de ar seco que atua na região há alguns dias. Ela evita a entrada de nebulosidade e favorece dias ensolarados e noites mais frias, já que falta de nuvens acelera a perda de calor na atmosfera fazendo com que o resfriamento seja mais acentuado. 

Com isso, a cidade de São Paulo registrou a madrugada mais fria do ano por duas noites consecutivas. Na terça (17), o Inmet registrou 15,7°C, superando os 16,4°C do dia 7 de janeiro, e logo na quarta (18) chegou aos 14°C. 

Nesta sexta, os termômetros deverão ficar entre os 15°C e os 26°C, assim como no sábado. A nebulosidade poderá aumentar a partir de sábado, devido a entrada de uma brisa marítima. O Inmet alerta, no entanto, que não deve provocar chuvas ou mudar significativamente as temperaturas. 

Durante períodos de tempo mais seco, recomenda-se ingerir bastante água, usar soro fisiológico nos olhos e nas narinas, umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, molhar os jardins e permanecer em locais protegidos do sol.

EFEITO DO TEMPO SECO

- Complicações alérgicas e respiratórias

- Sangramento pelo nariz

- Ressecamento da pele

- Irritação dos olhos

- Eletricidade estática nas pessoas e em equipamentos eletrônicos

- Aumento do potencial de incêndios em pastagens e florestas

DICAS

Umidificador de ar

É a melhor opção, mas não pode ser usado por períodos longos. Deve estar bem higienizado

Toalha molhada

Por ter grande área de evaporação, é a segunda opção mais eficaz. Deve ser deixada perto da pessoa

Balde de água

Umedece o ar, porém de maneira menos efetiva

OUTRAS ORIENTAÇÕES

- Beba 2 litros de água por dia

- Limpe olhos e nariz com soro fisiológico

- Evite exercícios das 11h às 15h

- Evite banhos longos e quentes e use hidratante

- Evite ar-condicionado (no carro, porém, é melhor manter os vidros fechados para se proteger da poluição)

- Regue os jardins