Unesco declara sopa patrimônio cultural da Ucrânia após disputa com Rússia

Chef ucraniano prepara a sopa borshch em um restaurante de cozinha tradicional em Kiev

Por Max Hunder

KIEV/PARIS (Reuters) - A Ucrânia conquistou nesta sexta-feira vitória em uma antiga disputa culinária com a Rússia, depois que a agência cultural da Organização das Nações Unidas (ONU) colocou uma tradicional sopa de beterraba em sua lista de patrimônio cultural ucraniano protegido.

A Unesco, com sede em Paris, anunciou em um comunicado que colocou a borshch, uma sopa recheada de vegetais, em uma lista de patrimônio cultural que precisa de "salvaguarda urgente" devido ao risco que a invasão de Moscou representa para o status da sopa como um elemento do patrimônio cultural da Ucrânia.

O ministro da Cultura da Ucrânia, Oleksandr Tkachenko, escreveu no Twitter: "A vitória na guerra pela borshch é nossa!"

Moscou criticou o novo status protegido do prato, que também é popular na Rússia, como um exemplo de "nacionalismo contemporâneo de Kiev".

"Nossa borshch não precisa de proteção, mas está sujeita à destruição imediata e completa em uma tigela", escreveu a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, no Telegram.

Essa visão foi recebida com hostilidade por moradores de Kiev, incluindo a funcionária pública de 53 anos Tetiana.

"Eles precisam desenvolver sua própria cultura, não apenas tentar reivindicar a dos outros", disse ela.

Um porta-voz da Unesco em Paris afirmou que o novo status significa que a Ucrânia agora pode solicitar recursos especiais para financiar projetos que promovam e protejam o prato.

(Reportagem adicional Tassilo Hummel em Paris e Ivan Lyubysh-Kirdey em Kiev)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos