União Brasil acusa PSDB de não cumprir acordos

Na reta final da formação de chapas para as eleições, o União Brasil vive um atrito com o PSDB, com quem tenta formar alianças nos estados. Dirigentes do partido acusam tucanos de não cumprirem acordos e, para pressionar, ameaçaram uma ruptura com os potenciais aliados.

Na última quinta-feira, o presidente do União Brasil, Luciano Bivar, afirmou que poderia desembarcar de alianças com o PSDB em todos os estados, inclusive em São Paulo, onde poderia “conversar” com Fernando Haddad (PT).

Reservadamente, porém, dirigentes do União Brasil reconhecem que a situação em São Paulo já está definida. O União Brasil vai apoiar Rodrigo Garcia (PSDB), aliado dos dirigentes do diretório paulista. Em Mato Grosso e no Piauí, também será difícil reverter as alianças.

Segundo Bivar, o “rompimento” seria uma retaliação à possível escolha de Tasso Jereissati (PSDB) como vice de Simone Tebet (MDB) — as siglas fecharam aliança, e o tucano é o favorito para compor a chapa.

O incômodo, porém, já vinha de antes. Aliados Bivar acusam Bruno Araújo, presidente do PSDB, de não cumprir acordos que havia firmado em Pernambuco e Alagoas. A declaração de Bivar foi vista como uma forma de fazer com que o PSDB sente para negociar.

Em Alagoas, o União Brasil lançou o senador Rodrigo Cunha como pré-candidato ao governo e queria emplacar a deputada estadual Jó Pereira (PSDB) como vice. Os tucanos, porém, negociam para indicar o candidato a vice de Paulo Dantas (MDB).

Em Pernambuco, o PSDB pretende lançar candidata própria, Raquel Lyra, atual presidente do partido no estado. Ela vai concorrer com Miguel Coelho, do União Brasil. O União tenta convencer os tucanos a desistirem em prol de Coelho.

Em Minas, a legenda é vista como um coringa: pode tanto apoiar Marcus Pestana (PSDB), quanto ter uma aliança com o governador Romeu Zema (Novo) ou com o ex-prefeito Alexandre Kalil (PSD).

Em Mato Grosso, os tucanos devem estar no palanque para a reeleição do governador Mauro Mendes, do União. No Piauí, o pré-candidato ao governo estadual do partido, o ex-prefeito de Teresina Silvio Mendes, tem a promessa de apoio de Araújo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos