Unicamp começa a receber pedidos de isenção de taxa do vestibular 2018

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) recebe a partir desta quinta-feira (20) os pedidos de isenção da taxa de inscrição do vestibular 2018.

A Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp), responsável pelo exame, afirmou que o valor da taxa só deve ser divulgado em julho, quando o edital será publicado. No ano passado, a taxa foi de R$ 160.

Os candidatos interessados em obter a isenção devem efetuar o pedido até o dia 23 de maio, somente pelo site da Comvest. O candidato ainda deve enviar a documentação necessária pelo correio até o dia 24. A falta de qualquer documento ou o envio após o prazo excluem o candidato do processo.

A Unicamp oferece isenção a famílias com renda de até R$1.300 per capita, a funcionários da Unicamp/Funcamp e para aqueles que se candidatarem aos cursos de licenciatura em período noturno (ciências biológicas, física, letras, licenciatura integrada química/física, matemática e pedagogia).

São oferecidas 6.660 isenções para baixa renda; cem para funcionários e um número ilimitado aos candidatos de licenciatura noturna. Os pré-requisitos são: ter cursado o ensino médio integralmente em instituições da rede pública, ser morador do Estado de São Paulo e já ter concluído ou concluir em 2017 o ensino médio.

Para o vestibular 2018, a Unicamp oferece 3.330 vagas, distribuídas em 70 cursos, sendo 1.150 oferecidas para o período noturno. A lista dos candidatos isentos será divulgada no dia 28 de julho, mas cada um também será informado do resultado por e-mail.

A Comvest lembra que a isenção não garante automaticamente a inscrição no vestibular, que deve ser feita no período correspondente usando um formulário específico.

No ano passado, dos 8.488 pedidos, 7.301 candidatos ficaram isentos de pagar a taxa de inscrição. A Comvest diz que as datas do exame devem ser divulgadas até a próxima semana em parceira com as demais públicas paulistas para evitar conflito de datas.

LIVROS OBRIGATÓRIOS

Na última segunda (17), a Unicamp divulgou a nova lista de livros obrigatórios para o vestibular 2019.

A seleção apresenta três obras novas em relação à anterior. Segundo a Comvest, a cada ano, a universidade renova parcialmente as obras que compõem a lista, para permitir o planejamento do professor e, ao mesmo tempo, acompanhar a dinâmica do sistema de ensino.

O vestibular 2018, que aconteceu no final deste ano, ainda exigirá obras da lista anterior, que podem ser consultadas aqui