Unidade de internet via satélite da Space X estreia na Índia, mira distritos rurais

·1 min de leitura

Por Aditi Shah

NOVA DÉLI (Reuters) - A Starlink, divisão de internet via satélite da empresa de foguetes SpaceX, estreou na Índia nesta segunda-feira, segundo documentos apresentados ao governo, enquanto se prepara para lançar serviços de internet no país.

Com uma unidade local, a terá permissão para solicitar as licenças que precisa do governo antes de poder fornecer banda larga e outros serviços de comunicação por satélite.

"É um prazer compartilhar que a SpaceX agora tem uma subsidiária 100% reconhecida na Índia", disse o diretor nacional da Starlink na Índia, Sanjay Bhargava, em um post no LinkedIn.

Seus concorrentes incluem Kuiper e OneWeb da Amazon, que é co-propriedade do governo britânico e da indiana Bharti Enterprises.

Na Índia, a Starlink planeja "continuar os negócios de serviços de telecomunicações", incluindo internet banda larga via satélite, armazenamento e streaming de conteúdo, comunicação multimídia, entre outros, de acordo com os documentos.

A empresa também atuará com dispositivos como telefones via satélite, equipamentos de rede, dispositivos de comunicação com e sem fio e equipamentos de transmissão e recepção de dados.

Assim que for autorizada a fornecer serviços, a Starlink irá, na primeira fase, dar 100 dispositivos gratuitamente para escolas em Déli e distritos rurais próximos. Em seguida, terá como alvo 12 distritos rurais em toda a Índia.

A empresa pretende ter 200 mil dispositivos Starlink na Índia até dezembro de 2022, 80% dos quais serão em distritos rurais, disse a apresentação. A Starlink já recebeu mais de 5 mil encomendas de seus dispositivos na Índia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos