Unirio suspende atividades por dois dias após supostas ameaças publicadas por aluno

A reitoria da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) divulgou uma nota na manhã desta segunda-feira para divulgar que as atividades do dia seriam suspensas. Em comunicado enviado ao EXTRA nesta tarde, a instituição informa que a suspensão permanecerá nesta terça-feira. A Unirio também informou ter acionado oficialmente a Advocacia Geral da União (AGU), a Polícia Federal, a 10ª Delegacia de Polícia Civil e o 2º Batalhão de Polícia Militar.

Sobre o caso que motivou a suspensão — um aluno que teria feito ameaças contra a comunidade em post nas redes sociais —, a Unirio informou que foi determinada a abertura de procedimento disciplinar, de modo a possibilitar ao estudante a ampla defesa e o direito ao contraditório. Os campi que tiveram as atividades suspensas são o 436 e o 458 da Av. Pasteur, na Urca, Zona Sul do Rio. Segundo o comunicado publicado no site da instituição na manhã desta segunda, a medida foi tomada "diante dos recentes fatos relatados em postagens com conteúdo de risco".

Ainda de acordo com a reitoria, a decisão aconteceu "em entendimento com os Decanos do Centro do Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET), do Centro de Letras e Artes (CLA), do Centro de Ciências Humanas e Sociais (CCH) e do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)/ Instituto de Biociências (Ibio), além da Biblioteca Central e do Restaurante Universitário".

A Unirio destaca que as medidas decorrentes continuarão sendo informadas na página oficial da universidade. Na nota divulgada nesse domingo, o texto dizia: "Considerando o caráter complexo e delicado dessa situação e a emergência de ações que visem à manutenção da segurança da comunidade acadêmica e seus colaboradores, os órgãos oficiais estão sendo devidamente acionados".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos