Universidade cria linha de roupas utilizando madeira reciclada

Reprodução/Twitter

A Finlândia deu um passo importante na luta contra o desmatamento. O país foi o primeiro a desenvolver roupas utilizando madeira reciclada e o resultado foi compartilhado pela primeira-dama, Jenni Haukio, porta-voz da onda ambientalista.

A esposa de Sauli Niinisto, presidente da Finlândia, usou em um evento um vestido feito com bétula, uma espécie de árvore. A peça foi confeccionada por acadêmicos da Universidade Aalto utilizando uma tecnologia sustentável batizada de Ioncell.

Segundo os pesquisadores, o processo agride menos o meio ambiente por não utilizar algodão ou qualquer tipo de fibra sintética. Além disso, utiliza madeira que normalmente seria descartada.

Materiais como madeira, jornal, papelão e algodão são transformados em fibras têxteis usadas para a produção de vestidos, cachecóis e até acessórios como pastas.

“Ele foi desenhado por um jovem estudante de moda daqui que quis mostrar seu respeito pela natureza finlandesa e pela tradição do país de ter mulheres fortes”, contou a professora Pirjo Kaariainen em entrevista à imprensa local.

A indústria da moda é responsável por 10% das emissões de gases do efeito estufa, utilizando cerca de 70 milhões de barris de petróleo por ano para produzir peças.  Segundo a docente, a técnica foi desenvolvida por químicos e engenheiros, mas contou com apoio fundamental de estilistas para desenharem as roupas na tentativa de atrair pessoas interessadas em comprá-las.

“As pessoas querem se vestir de um jeito que as faça sentir bem, então o desenho tem que ser bom. Precisamos fazer uma mudança para que os materiais sustentáveis sejam integrados ao sistema e as pessoas possam comprar facilmente roupas bonitas e confortáveis e que não causem danos ambientais”, completou.

A ideia da equipe baseada na universidade é criar uma linha completa de produtos feitos com a nova técnica até 2020. Que ótima ideia, não acha?