Universidade do Cartola: raio-x de erros e acertos da 35ª rodada

Bruno Henrique foi o grande destaque da rodada no Cartola (Wagner Meier/Getty Images)

Por Caíque Toledo (@CaiqueToledo)

Boa sexta, cartoleiro! Essa 35ª rodada foi boa para a maioria, já que grandes pontuações foram conquistadas. A maioria impulsionada pela mitada de Bruno Henrique, que marcou três contra o Ceará e, sozinho, quase chegou aos 30 pts.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Destaque também para Jordi, Fagner, Cuesta, Arrascaeta e Guerrero, atletas que indicamos e que ajudaram a potencializar uma rodada em que a maioria mitou, passando dos 100 pts.

Leia também:

Agora, faltam só três. Vamos analisar a última e já se preparar para o fim de semana!

Goleiros

Gabaritamos na análise de Jordi: goleiro foi o maior pontuador da importante vitória contra o Cruzeiro no Mineirão (Thiago Ribeiro/AGIF)

Quem leu nossa análise da rodada anterior viu que acertamos totalmente o que esperar do Jordi. Thiago Neves bateu o pênalti para fora, é verdade, mas o goleiro do CSA foi o grande responsável pela grande vitória no Mineirão. Cinco defesas difíceis e 18 pontos na conta. 

Inclusive, Jordi foi nossa indicação de capitão para quem queria tentar algo diferente e tirar pontos de algum adversário. Claro que a mitada de Bruno Henrique tira um ponto do peso, mas fazer mais de 35pts com goleiro é algo a ser valorizado.

Sugerimos também Cássio, que fez o simples contra o pior ataque do Avaí, garantindo seus 8pts. Já Fábio não foi bem: o gol sofrido e apenas uma defesa lhe deixaram com 1pt.

Maiores pontuadores da rodada: Jordi (CSA, 18,5 pts x Cruzeiro fora de casa), Tadeu (Goiás, 13,5 pts x Internacional fora de casa) e Tiago Volpi (São Paulo, 10.7pts x Vasco em casa)

Zagueiros

Tem jogo que Cuesta pode até decepcionar, como na rodada anterior, mas quando vai bem... Grande pontuação do zagueirão do Inter (Pedro H. Tesch/AGIF)

Nós fomos bem claros: era difícil fugir da dupla Cuesta e Gil. O zagueiro do Inter não teve SG, mas compensou (e muito) com uma bola na trave e cinco roubadas de bola (!), sendo um dos maiores pontuadores da rodada. Já o corintiano, ‘clean’ como sempre, ficou na boa, nos seus 6,5 pts, ajudando bastante.

Convenhamos, aqui era complicado pensar em algo diferente, até porque as demais opções eram justamente seus companheiros de zaga. Sem SG, Moledo ficou nos 3,6 pts, e, com o saldo, Manoel garantiu 5,5 pts.

Maiores pontuadores da rodada: Alan Costa (CSA, 13,3 pts x Cruzeiro fora de casa), Cuesta (Internacional, 11,7 pts x Goiás em casa) e Bruno Alves (São Paulo, 9,6 pts x Vasco em casa) 

[foto de Dani Alves] Aproveitando o SG mas sem gol ou assistência, Dani Alves passou dos 9pts e fez mais uma sólida atuação

Laterais

Por aqui, mais um gabarito: tirando Marcio Azevedo, que fez gol na vitória do Athletico, os outros maiores pontuadores foram indicações nossas: Fagner e Dani Alves. O corintiano, inclusive capitão em muitos times, deu até assistência para corar sua grande atuação. Já o são-paulino, jogando no meio-campo, foi bem nas roubadas de bola e faltas sofridas.

Indicamos também Danilo Avelar, para quem queria combar a dupla do Corinthians, mas ele saiu machucado logo no início, ficando com o SG seco. Reinaldo também foi bem na vitória no Morumbi, fazendo quase o mesmo que Dani, e quem decepcionou foi Orejuela. Com a péssima fase cruzeirense, não conseguiu jogar e, com incríveis sete passes errados, negativou em 0,6 pts.

Maiores pontuadores da rodada: Márcio Azevedo (Athletico, 13,7 pts x Grêmio em casa), Fagner (Corinthians, 12,4 pts x Avaí em casa) e Daniel Alves (São Paulo, 9,6 pts x Vasco em casa)

Meias

A presença do craque do Flamengo na partida é incerta, mas, caso entre em campo, tem tudo para fazer uma grande pontuação (Bruna Prado/Getty Images)

O Corinthians goleou e Pedrinho não deu gol ou assistência, mas isso não tira o mérito do meia. Mais de 5 pts ‘sem nada’, em nova boa atuação para nosso time. É só ver o exemplo de Arrascaeta: o craque flamenguista, que também estava escalado aqui, fez 9,5 pts, mas com uma assistência e uma bola na trave – scouts que aumentam bem a pontuação.

A terceira vaga foi bastante difícil. Sánchez fez gol, mas perdeu um pênalti e, ao invés de mitar, estacionou nos 4,5 pts. Semelhante a Thiago Neves, que tinha a oportunidade de facilitar a vida do Cruzeiro na briga contra o rebaixamento, mas chutou para fora: só 1,6 pts contra o CSA.

O pior, no entanto, foi Soteldo: - 3,8 pts na conta, por causa da expulsão contra o Fortaleza. Essa terceira vaga foi difícil de acertar, então méritos para quem apostou e conseguiu alguém que passou dos cinco – que não foram poucos, mas com opções mais difíceis de se escalar.

Maiores pontuadores da rodada: Junior Urso (Corinthians, 13,2 pts x Avaí em casa), Cazares (Atlético-MG, 11,2 pts x Bahia fora de casa) e Élber (Bahia, 10,8 pts x Atlético-MG em casa)

Atacantes

Contra o frágil e já rebaixado Avaí, Gustagol rolou: grande pontuação do centroavante corintiano, que só ficou atrás de Bruno Henrique (Bruno Ulivieri/AGIF)

Primeiro, vamos deixar claro. Aqui falamos das melhores opções para a rodada, mas deixamos você escolher o próprio time. Esse é o intuito da Universidade, que quer te ajudar a entender o jogo para que você mesmo faça sua escalação.

Dito isso, avisamos de antemão que apostas são riscos totalmente calculados, e que sempre deixamos isso claro. Por exemplo, falamos de Bruno Henrique. O jogador deu declarações de que queria jogar contra o Ceará, e foi atendido, mas muita gente o tratava como dúvida. Apesar de nós termos o escalado em nossos times particulares, aqui avisamos do risco de não jogar: o colocamos no time da Universidade, mas não como capitão. Nessa nos demos mal, e acontece. O flamenguista, um dos melhores atletas do Brasil na temporada, estourou sua pontuação com três gols. Craque de bola.

Guerrero também foi bem, obrigado. Golzinho marcado contra o Goiás e quase 11 pts pra conta. Foi meio difícil acertar o outro atacante, já que Cebolinha foi mal contra o Athletico e Everaldo contra o Botafogo. O melhorzinho foi Gilberto, que, mesmo sem gol fez bons 5,3 pts contra o Atlético-MG.  

Se deu bem quem escalou Gustagol do Corinthians ou Antony, do São Paulo, que marcaram e pontuaram bem. Jogadores que eram dúvidas, como Boselli e Vitinho, também entraram durante a partida e deixaram o seu. 

Maiores pontuadores da rodada: Bruno Henrique (Flamengo, 27,5 pts x Ceará em casa), Gustavo (Corinthians, 15,2 pts x Avaí em casa) e Marcos Paulo (Fluminense, 14,5 pts x Palmeiras fora de casa) 

* Caíque Toledo é jornalista, trabalha diretamente com futebol desde 2015 e joga Cartola desde 2006, ficando duas vezes no Top 100 e com melhor desempenho em 23º na liga nacional em 2013. Faz parte do projeto da Universidade do Cartola, o @universidadedocartola no Instagram.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter