Uotel muda nome para Nomah e recebe aporte de R$50 milhões da Loft

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A plataforma de aluguel de imóveis por conveniência Uotel anunciou nesta quarta-feira que recebeu um aporte de 50 milhões de reais da plataforma de reforma e revenda de apartamentos Loft, e que mudou seu nome para Nomah.

Segundo a companhia, os recursos serão usados nos próximos três anos em tecnologia e expansão. Criada em 2016, a Nomah usa parcerias para gestão de apartamentos, que são alugados para períodos de curta ou longa duração. É uma alternativa a hospedagens como a oferecida pela plataforma Airbnb.

A gestão dos imóveis, hoje todos na capital paulista, é feita pela Nomah por meio de parcerias e a renda do negócio é oferecida como opção de renda para investidores institucionais.

Segundo Thomaz Guz, presidente e cofundador da startup, a procura por aluguéis mais flexíveis cresceu durante a pandemia da Covid-19, impulsionado pelo aumento do trabalho remoto.

Desde então, a média de estadia curta dos usuários da Nomah passou de 2 para 4 a 5 dias. E neste ano, a startup notou também alta de 300% de janeiro para fevereiro na locação para estadias mais longas, que podem se estender por meses, e incluir serviços adicionais.

(Por Aluísio Alves)