Ursa que sobreviveu a queda de penhasco ficou dois dias desaparecida e mobilizou equipe de buscas na Espanha

O vídeo de dois ursos pardos que caíram de um penhasco na região de Palência, na Espanha, após uma briga violenta, chamou atenção do mundo. O macho não sobreviveu após a luta que começou após ele tentar matar o filhote da fêmea. Ela, por sua vez, passou dois dias desaparecida após o episódio e mobilizou uma grande equipe de buscas, que incluiu veterinários, guardas ambientais, especialistas na conservação de ursos e membros da Guarda Civil.

Chelonoidis: Espécie de tartaruga que se acreditava extinta há 100 anos é encontrada nas ilhas Galápagos

Jovem acorda do coma e descobre que noivo já estava com outra: 'Pensei que ele era minha alma gêmea, mas pensei errado'

Exame de DNA: Filha de casal assassinado nos EUA é encontrada a salvo após quatro décadas desaparecida

A fêmea desorientada após o ataque foi vista mancado para longe do local onde ficou o corpo do outro urso. Ela e o filhote foram encontrados apenas dois dias após a briga, em uma toca de 15 metros de profundidade, conforme divulgado pelas autoridade locais na quarta-feira. Agentes usaram sondas especializadas com câmeras e ganchos para levar água e frutas para o animal.

Sarah Panitzke: Mulher mais procurada da Inglaterra é condenada a oito anos de prisão por fraude fiscal

O presidente da Brown Bear Foundation, Guillermo Palomero, disse ao jornal espanhol El Mundo que o macho tentava matar o filhote para que a fêmea entrasse novamente na fase de cio, algo que não é excepcional entre os animais selvagens.

— O infanticídio de urso não é algo que acontece todos os dias, mas não é excepcional, algum caso ocorre todos os anos — disse.

De acordo com Palomero, o comportamento do macho se enquadra no perfil reprodutivo padrão da espécie quando tentam acessar fêmeas não receptivas por estarem com filhotes pequenos.]

Guerra na Ucrânia: Mariupol corre risco de surto de cólera, alerta Reino Unido

— O objetivo não era matar a ursa, mas deixar seus genes. O objetivo era matar o filhote para forçar a fêmea a entrar no cio — explicou. — É um ataque de infanticídio, uma tentativa de matar o bebê.

Conforme a fundação, 330 ursos marrons perambulam pela Cordilheira Cantábrica e outros 70 estão nos Pirineus, na fronteira entre Espanha e França.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos