Usain Bolt é vítima de golpe milionário na Jamaica

O ex-campeão olímpico depositou dez milhões de dólares em uma empresa de investimentos e de repente, quase tudo desapareceu

Usain Bolt fez postagem com letra de música onde reclamou da ganância das pessoas. Foto: Alex Davidson/Getty Images
Usain Bolt fez postagem com letra de música onde reclamou da ganância das pessoas. Foto: Alex Davidson/Getty Images

"Em um mundo cheio de mentiras, onde está a verdade? A história do mal, qual é a raiz?... DINHEIRO", escreveu o ícone do atletismo Usain Bolt em suas redes sociais, citando a música "Cryptic World". Parece haver razão suficiente para sua raiva. Bolt aparentemente perdeu uma fortuna, e especula-se que a soma chegue a US$ 10 milhões (quase 51 milhões de reais).

O nome do famoso velocista jamaicano aparece no âmbito das investigações de um suposto escândalo de fraude envolvendo a empresa de investimentos Stocks and Securities Limited (SSL).

Leia também:

A autoridade de supervisão financeira jamaicana colocou a empresa sob "intensa supervisão" e várias autoridades, incluindo a área responsável pela investigação de fraudes e crimes financeiros, já estão a acompanhar de perto o caso.

Especificamente, SSL é suspeito de roubar dinheiro de seus clientes; de acordo com relatos da mídia, para um volume total de cerca de 1,2 bilhão de dólares (mais de 6 bilhões de reais). Bolt está entre os afetados já que há cerca de dez anos, o ex-atleta abriu sua conta no SSL.

De acordo com o jornal Jamaica Observer, o homem mais rápido do mundo fez dez milhões de depósitos ao longo da década. De repente, mais de um milhão de dólares apareceram na conta correspondente e o saldo era de apenas 2 mil dólares, apesar de o oito vezes campeão olímpico nunca ter feito saques, como garantiu o próprio Usain Bolt.

"Todas as medidas apropriadas foram e serão tomadas para chegar ao fundo deste assunto. Todo o seu portfólio está sendo revisado", disse o gerente de Bolt, Nugent Walker.

Enquanto Bolt teme nunca mais ver seu dinheiro, a indignação jamaicana é desenfreada. Ironicamente, o recordista mundial dos 100 e 200 metros, que tantos momentos de alegria deu aos seus compatriotas e que é uma lenda na Jamaica, foi enganado no seu próprio país.

Celebridades e políticos comentaram o caso, um deles tentando animar Usain Bolt com algumas palavras: "Anime-se, amigo. O país está com você".