'Me usaram como situação para uma guerra dentro do clube', diz Rafinha, sobre não retornar ao Flamengo

·1 minuto de leitura

Rafinha comentou sobre como as negociações para o retorno dele ao Flamengo desandaram, nesta segunda-feira, em uma entrevista ao Seleção SporTV.

O lateral-direito agradeceu aos dirigentes pelas tentativas de encaminharem as conversas a um fim de saldo positivo para ambas partes, mas disse que, de acordo com ele, o salário nunca foi a questão, mas, sim, brigas internas entre diferentes departamentos da gestão rubro-negra.

O vice-presidente do Futebol, Marcos Braz, e o diretor-executivo da mesma área, Bruno Spindel, foram pessoalmente à casa do jogador explicar o porquê de a contratação ter desandado.

— Fiquei um pouco chateado porque... estou sendo vetado. Uma parte queria, outra, não. Se eu estivesse sendo vetado pelo torcedor, pelo Leandro ou o Zico, iria aceitar e respeitar. Mas umas pessoas me usaram como situação para uma guerra dentro do clube e vencer lá — declarou Rafinha.