Usina nuclear sob controle russo retoma fornecimento de eletricidade à Ucrânia

Usina Nuclear de Zaporizhzhia

KIEV (Reuters) - A usina nuclear de Zaporizhzhia, ocupada pela Rússia, retomou o fornecimento de eletricidade para a Ucrânia nesta sexta-feira, depois que um de seus seis reatores foi reconectado à rede ucraniana, disse a empresa nuclear estatal Energoatom.

A maior usina nuclear da Europa, localizada no sul da Ucrânia, foi desconectada da rede ucraniana pela primeira vez em sua história na quinta-feira, depois que um incêndio causado por um bombardeio danificou uma linha de energia, segundo Kiev.

"A usina nuclear de Zaporizhzhia está conectada à rede e está produzindo eletricidade para as necessidades da Ucrânia", disse a Energoatom em comunicado nesta sexta-feira.

A Rússia, que invadiu a Ucrânia em fevereiro, assumiu o controle da usina nuclear em março, embora ainda o local seja operado por técnicos ucranianos que trabalham para a Energoatom.

"Hoje... às 14h04 (horário local), uma das unidades de energia da usina nuclear de Zaporizhzhia que desligou ontem foi conectada à rede elétrica", disse a Energoatom.

A usina nuclear fornecia mais de 20% das necessidades de eletricidade da Ucrânia antes da guerra e sua perda aumentaria a pressão sobre o governo, que já está se preparando para um inverno difícil em tempo de guerra com escassez de energia.

(Reportagem de Natalia Zinets)