Uso de anti-inflamatórios não-esteroidais pode induzir dor crônica, mostra estudo

A pesquisa foi realizada por um grupo de 20 cientistas de quatro laboratórios diferentes em dois países e publicada em maio na revista Science Translational Medicine. Entre eles está o fisioterapeuta Lucas Vasconcelos Lima, da Universidade McGill, no Canadá, e outros três brasileiros.

Taíssa Stivanin, da RFI

O estudo foi dividido em três partes e incluiu a análise da base de dados britânica conhecida como UK Biobank, uma das maiores do mundo, com mais de 500 mil pacientes.

“Avaliamos se havia uma correlação entre o uso de anti-inflamatórios não-esteroidais e a presença de dor crônica seis meses, um ano e dois anos após a primeira consulta na fase aguda”, explicou Lucas Vasconcelos à RFI. Os anti-inflamatórios sem esteroides bloqueiam a ação das prostaglandinas – grupos de lipídios que atuam em diferentes processos orgânicos, incluindo a inflamação.

O efeito foi observado com doses normais de remédios como o ibuprofeno, um dos medicamentos anti-inflamatórios mais utilizados no Reino Unido. “Comparamos com outros analgésicos, que não são anti-inflamatórios, usados para a dor, como o paracetamol e antidepressivos, mas só o ibuprofeno mostrou essa correlação com o aumento da dor crônica”, reitera o pesquisador brasileiro.

Um dos objetivos da equipe, explica, era analisar como ocorria essa transição da dor aguda para a crônica. A dor aguda tem um importante papel, lembra o cientista brasileiro, e sua função é proteger o organismo. “Quando você encosta em uma panela quente é importante que você sinta dor para aprender a se afastar e proteger a área que foi lesionada”, salienta.

Genética conta

Tratar dor sem anti-inflamatórios


Leia mais

Leia também:
As mulheres sentem mais dor do que os homens?
Conviver com dor não é normal, diz especialista

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos