Usuários do Twitter poderão receber valores em criptomoedas

·2 min de leitura
PARIS, FRANCE - APRIL 26: In this photo illustration, the Twitter app logo is displayed on the screen of an iPhone on April 26, 2022 in Paris, France. The U.S. multi-billionaire Elon Musk bought the social network Twitter on Monday April 25 for the sum of 44 billion dollars after two weeks of arm wrestling with the company's board of directors. (Photo illustration by Chesnot/Getty Images)
Nova parceria oferece aos criadores de conteúdos o recebimento o dinheiro em criptomoedas (Photo illustration by Chesnot/Getty Images)
  • Testes do Twitter começam em 120 países

  • Essa parceria apresenta a integração de Ethereum e compatibilidade com múltiplas carteiras virtuais

  • Em nota, rede social afirma que estão focados em ajudar os criadores de conteúdo

O Twitter anunciou uma nova parceria com o sistema de processamento de pagamentos Stripe. Ele serve para testar uma forma dos criadores de conteúdos receberam o dinheiro em criptomoedas.

O início de testes deve ocorrer em 120 países ainda em 2022. A programação conta com a integração de Ethereum e compatibilidade com múltiplas carteiras virtuais. Após receberem os valores em criptos os criadores vão escolher entre guardar o montante na rede Polygon ou trocá-lo por outra unidade monetária.

“O Twitter é onde as pessoas vão para terem conversas sobre o que está a acontecer. Estamos focados em ajudar os criadores que geram estas conversas a ganharem dinheiro e a ligarem-se aos seus públicos em novas formas. Estamos entusiasmados por começar a oferecer pagamentos em criptomoedas para os criadores via Stripe para que tenham mais escolha na forma como são pagos”, pode ler-se no comunicado do Twitter partilhado pelo site 9to5mac.

Elon Musk oficializa compra do Twitter

Com a oficialização da compra do Twitter pelo bilionário Elon Musk, os usuários da plataforma não perderam tempo para reagir à notícia dentro da própria rede social.

Em meio a críticas e elogios, a aquisição também atraiu uma infinidade de piadas, a maioria debochando do futuro da rede social e da personalidade de Musk, conhecido por falas polêmicas em seu perfil do Twitter.

Essa saga teve início no início do mês, quando o CEO da Tesla e da SpaceX veio a público anunciar o controle de 9,2% das ações da empresa. Após ser convidado para se juntar ao conselho da empresa, por ser o maior acionista individual, Musk recusou, visto que sua participação o limitaria a comprar "apenas" 14.9% das ações da companhia.

Ao mesmo tempo, funcionários de todos setores da empresa demonstravam preocupação com a aquisição. Segundo o próprio Elon Musk, seus planos para a rede são torná-la uma plataforma focada na liberdade de expressão, motivação que ecoa discursos de políticos antidemocráticos, como Donald Trump, que foi banido da plataforma após incentivar a invasão ao Capitólio estadunidense.

Logo após isso, Musk fez uma oferta pela totalidade da empresa, na esperança de ser seu único dono. No início a proposta foi recusada, mas nesta segunda-feira, 25, o conselho administrativo optou por dar seguimento a venda da rede social ao bilionário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos