UTR Pro Tennis Tour terá duas etapas na Barra, com entrada franca

De 1º (terça-feira) a 14 de agosto, a Techset Tennis Academy, no shopping Vogue Square (Avenida das Américas 8585), na Barra, sediará duas etapas do UTR Pro Tennis Tour, com mais de 50 jogos e 30 atletas participantes, de países como Argentina, Brasil, Chile, Estados Unidos e França. As partidas também poderão ser acompanhadas, em tempo real, pelo do canal do Youtube UTR Pro Tennis Tour Rio de Janeiro.

Meio ambiente: Engenheira de Niterói cria projeto que transforma redes de pesca em bolsas

Oportunidade única: Jovens da Barra e dos arredores vão tocar com músicos da Orquestra Sinfônica Brasileira no Municipal

— UTR é um sistema que não avalia somente o resultado final, mas a performance do jogador durante a partida, e cria um ranking a partir disso. Esse modelo faz com que o atleta tenha interesse em lutar até o fim em cada jogo, porque cada ponto pode melhorar sua posição no ranking. Então, o público verá jogos muito disputados. Até porque esse torneio exige pontuação mínima de 12,5 no ranking, o que é extremamente elevado dentro da modalidade — explica Marco Alencar, dono da academia. — Esse sistema, inclusive, é critério de seleção para atletas que desejam jogar tênis nas universidades americanas.

Com seis quadras de saibro e duas sintéticas e especializada na formação de atletas, da base até a fase profissional, a Techset Tennis Academy foi inaugurada em 2017 e passou a sediar torneios internacionais de tênis este ano. Em abril, a unidade recebeu outras duas fases do UTR Pro Tennis Tour. A meta é ter pelo menos quatro etapas de torneios UTR todos os anos, sendo duas no primeiro semestre e duas no segundo. Alencar conta que, para começar a sediar eventos internacionais, foi necessário fazer investimentos em infraestrutura de alto padrão:

— Nossas quadras têm padrões internacionais, com sistema de drenagem próprio, por exemplo, que permite jogos mesmo em período de chuvas. Também pesou o fato de termos parceria com o hotel do Vogue Square, onde todas as equipes vão ficar hospedadas. Elas só vão precisar caminhar poucos metros até o local de jogo. Outro ponto importante é o investimento em iluminação de LED e em energia solar, que corresponde ao crescente movimento de responsabilidade ambiental e certamente influenciou na decisão da UTR de escolher a Techset — diz o empresário que, em junho, instalou uma usina com 144 painéis solares na academia.

Cacau Protásio: 'Pensava: se der errado, desisto': Atriz conta histórias da sua vida em stand-up

CEO da Renovigi, fabricante dos equipamentos de energia solar usados no projeto, Gustavo Müller Martins diz que é crescente a adesão à energia solar no segmento esportivo:

— Temos observado uma aderência cada vez maior entre empresários do esporte às fontes energéticas renováveis, tanto pela economia na conta de luz, quanto pela questão ambiental.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos