Vídeo de Bolsonaro cumprimentando apoiadores é de 2021 e foi gravado em São Paulo, não nos EUA

Um vídeo compartilhado mais de 5.000 vezes nas redes sociais não mostra o presidente e atual candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), sendo recebido por milhares de apoiadores nos Estados Unidos. O registro, viralizado após a viagem do mandatário a Nova York para a 77ª Assembleia Geral da ONU, foi feito em São Paulo. Na ocasião, Bolsonaro acenava para partidários após discursar em um ato na Avenida Paulista, em 7 de setembro de 2021.

O PRESIDENTE DO BRASIL FAZENDO SUSSESSO NOS ESTADOS UNIDOS ARRASTANDO MULTIDÕES. PARABÉNS CAPITÃO BOLSONARO”, afirma uma das publicações que circulam no Twitter, Instagram, Facebook e TikTok (1, 2).

Captura de tela feita em 22 de setembro de 2022 de uma publicação no Twitter ( .)

No entanto, uma busca por palavras-chave mostrou que o vídeo é antigo e sem relação com os Estados Unidos.

A gravação original foi publicada pelo portal de jornalismo Poder360 em seu canal no YouTube em 7 de setembro de 2021. Na ocasião, o mandatário compareceu ao ato que ocorreu em São Paulo, em comemoração ao Dia da Independência do Brasil.

Segundo noticiado por jornais à época, o ato em questão foi marcado por ataques ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes e pela declaração de Bolsonaro de que não seria preso: “só Deus me tira de lá”, em referência à Presidência.

Nas imagens, é possível identificar ao fundo placas de rua características da capital paulista e uma agência da Caixa Econômica Federal, que indicam que o registro foi feito, de fato, no Brasil, e não em solo norte-americano.

Capturas de tela feitas em 22 de setembro de 2022 de uma publicação no Twitter ( .)

Muitas publicações foram acompanhadas de provocações ao presidente norte-americano, Joe Biden, com usuários afirmando que Bolsonaro supostamente mobilizou mais pessoas do que ele em seu próprio país.

O vídeo passou a circular em perfis nas redes sociais após Bolsonaro voltar de uma viagem aos Estados Unidos, onde discursou na 77ª Assembleia Geral das Nações Unidas, em 20 de setembro de 2022.