Vídeo cortado omite que apresentadora do UOL se referia a Simone Tebet, não a Vera Magalhães

Em um vídeo reproduzido mais de 3 mil vezes nas redes, a apresentadora do UOL Fabíola Cidral comentava sobre os bastidores de uma discussão entre Simone Tebet (MDB) e Jair Bolsonaro (PL) no debate presidencial de 28 de agosto de 2022. Ela não se referiu à jornalista Vera Magalhães, como fazem crer usuários que compartilharam o registro com um corte na edição. As publicações sugerem que Magalhães planejou enfurecer Bolsonaro com sua pergunta, mas na verdade quem disse que “sabia que ele ia ficar nervoso” foi Tebet.

“A prova que Vera Magalhães não agiu como jornalista, mas sim como militante. Uma das âncoras do debate conta que Vera falou para ela: ‘Eu sabia que ele iria ficar nervoso, eu fiz até de propósito para mostrar quem ele é’”, dizem publicações compartilhadas no Facebook, Twitter e Instagram.

O conteúdo distorcido também foi repercutido no programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan.

Captura de tela feita em 30 de agosto de 2022 de uma publicação no Twitter ( . / )

O vídeo compartilhado nas redes mostra a apresentadora do UOL Fabíola Cidral dizendo: “Eu conversei com ela logo na sequência e ela falou pra mim assim: ‘Eu sabia que ele [Bolsonaro] ia ficar nervoso, eu fiz até de propósito, pra mostrar quem ele é’”.

Por meio das legendas, os posts sugerem que a autora do comentário é a jornalista Vera Magalhães, que participou do debate e fez a pergunta que foi seguida por ataques de Bolsonaro à própria jornalista e a Tebet.

Mas o corte no vídeo provoca uma interpretação distorcida do que de fato aconteceu.

O registro na íntegra, publicado pelo UOL no dia seguinte ao debate, mostra que Cidral se referia a Simone Tebet quando comentava sobre os bastidores de uma resposta da candidata a Jair Bolsonaro.

“Eu acho que o momento mais quente do debate, claro, foi quando Simone Tebet e Bolsonaro se enfrentaram e ela falou assim: ‘Eu não tenho medo de você’. E eu vou te confessar uma coisa: eu conversei com ela logo na sequência e ela falou pra mim assim: ‘Eu sabia que ele ia ficar nervoso, eu fiz até de propósito, pra mostrar quem ele é’”, disse Cidral.

Na ocasião, Tebet se dirigiu a Bolsonaro dizendo: “Eu quero dizer para o presidente da República, nem é para o candidato, que fabrica fake news e que fala inverdades. Eu não tenho medo de você e nem dos seus ministros”.

Cidral ainda comenta sobre a conversa com Tebet em outro vídeo sobre os bastidores do debate, segundo a qual a candidata queria mostrar “esse lado” do candidato Jair Bolsonaro. “Foi justamente com a Simone Tebet que eu fui conversar assim que terminou (...), aí ela falou bem baixinho no meu ouvido: ‘Fabíola, eu preciso confessar que eu planejei isso’. A Simone Tebet falou que planejou isso e ela falou assim: ‘Eu sabia que Jair Bolsonaro ia se descontrolar’”.

Magalhães se posicionou sobre o ocorrido em seu perfil no Twitter: “Continuem. Vão ganhar muitos votos com o eleitorado feminino assim, viu?”, disse, compartilhando um desmentido da desinformação.

O conteúdo distorcido também foi verificado pelo UOL Confere.