Vídeo em que chilenos entoam canção de protesto é de 2019, não de festa após vitória de Boric

·2 min de leitura

Um vídeo em que uma multidão entoa a canção de protesto chilena “El pueblo unido jamás será vencido” (O povo unido jamais será vencido) foi visualizado milhares de vezes em redes sociais desde 19 de dezembro de 2021, logo após ser anunciada a vitória de Gabriel Boric na eleição presidencial do Chile. Essas imagens não são, contudo, atuais. O registro foi feito em dezembro de 2019, durante um espetáculo em apoio à onda de protestos que dominava o país naquele momento, pedindo mudanças nos sistemas de saúde e previdência e uma nova Constituição.

“Povo chileno comemora eleição de presidente de esquerda”, escreveu um usuário no Facebook, em referência ao pleito no qual o ex-líder estudantil Gabriel Boric derrotou o advogado José Antonio Kast.

“O povo do Chile comemora o fim do governo de direita. É de se arrepiar”, diz outra publicação. Algumas outras versões - compartilhadas no Facebook (1, 2), Instagram e Twitter logo após o resultado da eleição - afirmam apenas que as imagens mostram o Chile “em festa”.

Captura de tela feita em 20 de dezembro de 2021 de uma publicação no Facebook ( . / )

Uma busca reversa no Google por fragmentos da gravação mostra, no entanto, que o vídeo não é atual.

As mesmas imagens foram publicadas em 14 de dezembro de 2019 pela conta oficial do grupo musical chileno Inti-Illimani no YouTube.

Um dia antes, em 13 de dezembro de 2019, a banda havia participado de um show que marcou as oito semanas desde o início de uma onda de protestos que pedia mudanças em diversas estruturas do país herdadas da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990).

Imagens do espetáculo foram divulgadas por múltiplos veículos locais (1, 2, 3). Uma análise desses registros permite identificar a mesma disposição de bandeiras e os mesmos prédios vistos no vídeo compartilhado nas redes. De fato, em algumas versões do conteúdo viralizado é possível ver a data “13 de diciembre 2019” no canto superior esquerdo da imagem.

O show também foi reportado pela AFP, que escreveu, na época: “Com shows das bandas locais Inti-Illimani, lendário grupo de música folclórica, e dos Los Bunkers, formação de rock que volta aos palcos após cinco anos de silêncio, os chilenos continuam sua luta por maior igualdade e rejeição às ações do governo de direita de Sebastián Piñera, desde 18 de outubro, quando eclodiram os protestos”.

Como consequência dessas manifestações, o Chile aprovou a formação de uma Assembleia Constituinte, que começou a se reunir em julho de 2021 para redigir uma nova Constituição para o país.

Embora o vídeo compartilhado nas redes não tenha sido gravado após a vitória de Gabriel Boric, muitos chilenos foram, sim, às ruas comemorar o resultado do pleito do último dia 19 de dezembro.

Abaixo, uma foto que efetivamente mostra um desses momentos, feita pela AFP em Santiago:

Apoiadores do presidente eleito do Chile, Gabriel Boric, comemoram o resultado da eleição em 19 de dezembro de 2021, em Santiago ( AFP / JAVIER TORRES)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos