Vídeo em que Lula diz que, se tiver juízo, tem que ajudar o PT a ter outro candidato é de 2020

·2 min de leitura

A alegação de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria desistido de se candidatar às eleições de 2022 circula nas redes desde 2 de novembro de 2021 com mais de 4 mil interações. Mas as publicações se baseiam em um vídeo antigo, de abril de 2020. Ao AFP Checamos, a assessoria do ex- mandatário disse que “ele não definiu ainda se será candidato ou não”, e que “deve fazê-lo ano que vem”.

“URGENTE: Certamente com medo da derrota, Lula já admite desistir da candidatura à presidência (veja o vídeo)”, diz uma captura de tela compartilhada no Instagram, datada de 3 de novembro de 2021.

Conteúdo de teor similar circulou no Twitter (1, 2, 3) e no Facebook (1, 2, 3).

Captura de tela feita em 3 de novembro de 2021 de um tuíte ( . / )

Grande parte das publicações viralizadas teve origem em um artigo do site Jornal da Cidade Online, que trazia como título: “URGENTE: Certamente com medo da derrota, Lula já admite desistir da candidatura à presidência (veja o vídeo)”.

O texto chamava a atenção para uma suposta entrevista atual: “Esta semana, em entrevista ao colunista do UOL, Leonardo Sakamoto, o ex-presidiário Lula foi taxativo: ‘Se eu tiver juízo, não serei candidato em 2022’”.

Contudo, a fala foi tirada de contexto. A entrevista de Lula ao jornalista Leonardo Sakamoto, do UOL, aconteceu em 30 de abril de 2020. Na ocasião, o ex-presidente afirmou: “Eu, sinceramente, vou estar com 77 anos quando chegar outubro de 2022. Se eu tiver juízo, tenho que ajudar para que o PT tenha outro candidato e que eu seja um bom cabo eleitoral”.

Em entrevista ao mesmo portal em fevereiro de 2021, Lula disse que poderia ser candidato, a depender das circunstâncias políticas: “Eu tenho certeza que, se for necessário para derrotar o tal do bolsonarismo, não tenha dúvida nenhuma que me colocarei à disposição”. Argumentou também que, por já ter sido presidente, não precisaria ocupar a função de novo, a não ser que houvesse uma “razão maior” para isso.

Ao ser consultada pelo Checamos sobre um posicionamento de Lula referente à sua candidatura para as eleições de 2022, sua assessoria disse que “ele não definiu ainda se será candidato ou não”, e que “deve fazê-lo ano que vem”.

O ex-presidente deu declaração no mesmo sentido à rádio A Tarde, em 20 de outubro de 2021: “Eu tenho ponderado ao meu partido que, possivelmente, somente para o começo do ano, fevereiro ou março, é que eu venha a definir se eu sou candidato ou não, sabe?”. Perguntado sobre o desejo de participar da campanha, Lula afirmou que participará em qualquer circunstância: “Como cabo eleitoral, como candidato, como eleitor”.

Após a repercussão do vídeo fora de contexto, o Jornal da Cidade Online alterou seu artigo, ressaltando no título que o vídeo é de 2020.

Essa alegação também foi verificada pelo UOL Confere, pela Lupa e pelo Boatos.org.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos