Vídeo falso atribuído à euronews

Há um vídeo falso a circular na internet.

Afirma ser uma reportagem da Euronews sobre um alegado leilão de arte russo único.

O vídeo afirma, falsamente, que uma casa de leilões na Alemanha está a convidar colecionadores de arte para doarem quadros de artistas russos ou manuscritos de compositores russos.

Alega então que estas obras serão "destruídas publicamente" e que os proveitos serão, supostamente, doados ao exército da Ucrânia para a guerra contra a Rússia.

O vídeo apresenta o grafismo e a insígnia da Euronews, mas o vídeo não foi produzido por nós e não se prevê a realização de tal leilão.

Num comunicado, a Euronews diz: "não produzimos nem publicámos este vídeo. O nosso grafismo e formato foram utilizados sem o consentimento da Euronews. Estamos a tomar medidas para que seja apagado de todas as plataformas".

Este é um exemplo de "conteúdo impostor" - algo que personifica uma organização noticiosa legítima, para espalhar uma falsa narrativa.

A casa de leilões alemã Bolland & Marotz confirmou, também, que o vídeo sobre o alegado leilão é "uma falsificação".

"Tal leilão não se realiza nem nunca se realizará. Distanciamo-nos disto e estamos indignados e chocados pelo nosso nome ter sido mal utilizado. Pior ainda, este vídeo ofende qualquer pessoa associada à arte e cultura ortodoxa russa. Vai contra a nossa filosofia de valorização e preservação da arte", pode ler-se no comunicado.

Em vários países europeus, eventos e espetáculos com artistas russos foram restringidos ou cancelados na sequência da invasão russa da Ucrânia.

Mas nenhum leilão deste tipo está a ter lugar na Alemanha para destruir as antiguidades russas.