Vídeo mostra homem furtando óculos da estátua do escritor Carlos Drummond de Andrade, em Copacabana; veja

·1 min de leitura
estátua_drummond_Copacabana.jpeg

RIO — O delegado Felipe Santoro, titular da 13ª DP (Ipanema), instaurou um inquérito para investigar o 12º furto dos óculos da estátua de bronze do escritor Carlos Drummond de Andrade, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Imagens de uma câmera de monitoramento flagraram o suspeito usando um objeto para quebrar o monumento, às 5h41 deste sábado, dia 23. O homem, que carrega uma mochila e um saco, parece disfarçar antes de praticar o ato de vandalismo. Toda a ação demora menos de 20 segundos.

A Polícia Civil vai analisar as imagens da Prefeitura do Rio para tentar identificar o suspeito. A estátua foi instalada em 2002 na orla, próximo ao Posto 6, para comemorar o centenário do escritor, nascido em Itabira, Minas Gerais, em 31 de outubro de 1902. A escultura foi feita pelo artista plástico Leo Santana e custou R$ 65 mil.

Desde então, foram frequentes os episódios de vandalismo. Além dos óculos furtados, são comuns os relatos de pichações, pinturas e outras depredações. Nem a câmera de segurança instalada impede a ação dos vândalos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos