Vídeo mostra momento em que suspeito de ataque é detido por policiais em Illinois, nos EUA; assista

Após um ataque a tiros deixar seis mortos e 24 feridos no desfile do Dia da Independência, em Illinois, nos EUA, a polícia deteve o suspeito de ligação com o episódio Robert E. Crimo, de 22 anos. O momento em que ele foi preso pelos policias foi registrado em vídeo:

Vídeo: Ataque a tiros em Desfile do Dia da Independência dos EUA mata 6 e fere 24 em Illinois

Clima: Partes da Península Ibérica sofrem maior seca já registrada em um milênio

Ele foi detido a cerca de 8 quilômetros do local do crime. Segundo autoridades, Crimo é suspeito de ter disparado com um fuzil, de cima de um telhado, contra centenas de pessoas que assistiam à cerimônia. De acordo com o governo do México, entre as vítimas, um cidadão mexicano foi morto e outros dois ficaram feridos.

O incidente aconteceu poucos minutos após o início do desfile, no centro da cidade de Highland Park, por volta das 10h (horário local). Autoridades recuperaram uma arma, um fuzil de alta potência, e deram início a uma ampla busca por Crimo, um homem branco, com cabelos pretos longos e de baixa estatura. Ele vestia uma camiseta branca ou azul e, segundo a polícia, ele é "da área" de Illinois e atende pelo nome de Bobby.

No começo da noite, policiais avistaram o carro do suspeito, um Honda Fit, e fizeram sinal para que ele parasse. Crimo tentou escapar, mas acabou se rendendo depois de ser cercado pelos agentes.

Guerra: Soldado britânico capturado na Ucrânia faz apelo contra sentença de morte

Guerra na Ucrânia: Grupo de combatentes diz que brasileiros morreram em ataque; vídeo

Horas antes do anúncio da detenção, o governador de Illinois, o democrata J.B. Pritzker, disse em uma entrevista a jornalistas que "o assassino será levado à justiça”. Nancy Rotering, prefeita de Highland Park, também lamentou mais cedo o ataque.

— Em um dia em que nos reunimos para celebrar a comunidade e a liberdade, lamentamos a perda, a trágica perda da vida, e lutamos contra o terror que nos foi trazido — disse a prefeita.

A polícia local confirmou ter encontrado “provas de armas de fogo” em um telhado. O vice-chefe do gabinete do xerife do condado de Lake, Christopher Covelli, pediu aos moradores que entregassem qualquer filmagem aos investigadores. Equipes da Swat, divisão de armas e táticas especiais dos Estados Unidos, procuraram o atirador na área, de porta em porta.

Durante a tarde, o presidente americano, Joe Biden, disse estar chocado e prometeu dar “o total apoio do governo federal” aos investigadores.

— A violência armada sem sentido mais uma vez trouxe sofrimento a uma comunidade americana neste Dia da Independência — disse, lembrando que assinou recentemente a primeira legislação importante em décadas sobre o controle de armas. — Há muito mais trabalho a fazer e não vou desistir de lutar contra a epidemia de violência armada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos