Vídeo mostra Tom Veiga emocionado em festa surpresa: 'Vou passar o resto da vida agradecendo por esse dia'

Extra
·2 minuto de leitura

Longe das badalações do meio artístico, Tom Veiga, o intérprete de Louro José, — que morreu no domingo, vítima de um AVC hemorrágico — tinha uma vida íntima pouco divulgada nas redes. Mas mesmo assim, mantinha um grande ciclo de amizade. No ano passado, durante o aniversário de 46 anos, o ator se emocionou a ganhar uma festa surpresa organizada pelos filhos e amigos.

Num vídeo feito por uma amiga do ator durante a festa, ao qual o EXTRA teve acesso, Tom falou da importância que cada um deles e disse que agradeceria pelo resto da vida por aquele momento:

"E quando a gente está com as pessoas que a gente ama, com os amigos de verdade, família, meus filhos... Não tenho como agradecer a vocês por isso. Vou passar o resto da minha vida agradecendo por esse dia, porque foi muito importante. Juro! Eu amo vocês. Se eu tivesse que desejar alguma coisa algum dia na vida, seria isso".

O festão aconteceu na casa de Tom, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Além dos filhos do ator, estavam no evento a amiga de longa data e companheira de trabalho Ana Maria Braga e o apresentador André Marques.

O caso

Tom Veiga foi encontrado morto em sua casa no Recreio dos Bandeirantes, no Rio, na tarde deste domingo. Veiga trabalhou por 25 anos dando voz ao boneco, que ficou conhecido pelas tiradas de humor que funcionavam como contraponto às receitas e entrevistas de Ana Maria. A assessoria da Polícia Civil informou que a perícia foi acionada no local e a causa da morte do ator, segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML), foi um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico.

Segundo a assessoria de Ana Maria Braga, a apresentadora soube da morte do colega enquanto estava na estrada, retornando de sua fazenda na cidade de Bofete, no interior de São Paulo, para a capital paulista. Ainda não se sabe se o programa "Mais Você" vai ao ar nesta segunda-feira. Em uma rede social, Ana Maria expressou sua dor em um post no qual se refere a Tom como um "filho".