Vídeo: mulher demitida quebra garrafas de vinho após não receber pagamento de mercado em que trabalhava na Argentina

Uma funcionária que havia sido demitida de um supermercado na Argentina teve um ataque de fúria e derrubou diversas garrafas de vinho da prateleira do estabelecimento. O fato ocorreu na cidade de Rafaela, na província de Santa Fé, com a mulher, identificada como Evelin Roldán, segundo a Rádio EME, voltando ao local para reclamar de uma dívida diante de seus antigos empregadores.

Vídeo: Indiano surdo e mudo de 11 anos cai em buraco de 24 metros e fica quatro dias preso com escorpiões e cobras

Mistério no caso da ex-princesa do Catar: pode ser 'impossível' determinar circunstâncias da morte

Mistério: Vinte contêineres com metais preciosos e eletrodomésticos são roubados no México

Segundo o jornal argentino Clarín, por conta da recusa dos patrões em realizar um acordo, ela decidiu derrubar as garrafas da adega. Em seguida, ela acabou sendo detida pelo Comando Radioelétrico (espécie de estação policial local) e transferida, na sequência, para uma delegacia e, depois, para a Prefeitura.

Após a prisão, a jovem de 25 anos alegou que já havia sido “maltratada” pelo responsável pela loja.

“Fiquei cega pela raiva, raiva pelas injustiças que vivenciei por dentro, engolindo os maus tratos, os desafios, a rejeição e até os tapas ou insultos por não ter perdido o emprego”, disse a jovem, segundo o portal La Tecla.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos