Vídeo: pai se revolta contra bloqueio em MT que impedia filho de fazer cirurgia para não ficar cego

Um vídeo mostra a aflição de um pai que tentava passar por um ponto bloqueado por manifestantes golpistas, na BR-364, em Sorriso (MT), na noite desta segunda-feira, para levar um menino de nove anos para uma cirurgia oftalmológica, em Cuiabá. Um dos envolvidos nos protestos contra o resultado das eleições presidenciais chegou a dizer para o pai seguir a pé e que não se importava se o filho dele ficasse cego.

Vídeo: Com tratores, polícia desmonta barreiras, retira manifestantes e libera rodovias em MT

Acuado por bolsonaristas: Polícia investiga vídeos de homem obrigado a balançar bandeira em rodovia

Eder Rodrigues Boa Sorte é morador de Sorriso e conseguiu a cirurgia para o filho após uma batalha judicial e ajuda de todos os lados. Logo que saiu a sentença, houve também a liberação da Secretaria Municipal de Sorriso.

O filho dele sofreu um acidente na escola e já passou por uma cirurgia. Agora, precisa de outro procedimento para tentar recuperar a visão e não perder o globo ocular.

— Estávamos tentando marcar essa cirurgia há uns três meses, porque tem poucos especialistas nessa área — contou o trabalhador autônomo, em entrevista ao GLOBO.

Ele disse que sabia dos protestos, mas imaginava que estivessem sendo parados apenas caminhoneiros.

— Mostrei os documentos da cirurgia, mas não quiseram saber e um deles já puxou um facão. Me exaltei quando expliquei que meu filho poderia perder o globo ocular e um deles falou: 'que fique cego — afirmou.

PRF: Bloqueios em estradas em SC usaram métodos 'terroristas' e de ‘black blocs’

O outro filho de Eder, que tem 10 anos, estava com ele e acompanhou toda a discussão. O menino chegou a pedir para o pai não continuar a discussão, enquanto alguns manifestantes gritavam. O apelo da criança foi registrado no vídeo.

Este e outros bloqueios em protestos contra o resultado da eleição presidencial no país chegaram ao fim, em Mato Grosso, nesta terça-feira, após uma força-tarefa policial, que desmontou todas as barreiras e dispersou os manifestantes. No início da manhã, havia quase 20 trechos de rodovias federais bloqueados no estado.

Impedido de seguir, Eder e a família pegaram um caminho alternativo, em meio a uma lavoura, até sair em um trecho a aproximadamente 1 km do ponto onde foi barrado.

A cirurgia do filho dele está marcada para esta quarta-feira.

Vandalismo e crimes

Os bloqueios mais recentes registrados em Mato Grosso desde sexta-feira foram marcados por atos de vandalismo, incêndios em carretas e na base da concessionária Rota do Oeste, que administra trecho da BR-163.

Nesta segunda-feira, foram incendiados um caminhão-tanque e uma carreta com carga de milho, na BR-163, e uma carreta na zona urbana de Sinop.

Dois homens foram presos com uma arma de fogo, quase R$ 10 mil em dinheiro, nove galões de gasolina, isqueiros, duas sacolas com estopas — tecido usado para fazer com que as chamas se alastrassem com mais rapidez —, além de facas e facões.