Vídeo de Putin de 2022 sobre guerra russo-ucraniana é associado a invasões em Brasília

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, não gravou um vídeo em apoio à invasão dos edifícios dos Três Poderes, em Brasília, em 8 de janeiro de 2023, como sugerem publicações visualizadas milhares de vezes desde o último 12 de janeiro. A sequência que circula nas redes sociais é de 2022 e o trecho viral foi retirado de uma reunião do mandatário russo com o conselho de segurança do país sobre a guerra russo-ucraniana.

“Putin oferecendo ajuda ao Brasil em caso de invasão de forças militares estrangeiras”, diz a legenda de postagens compartilhadas no Twitter, no Facebook e no TikTok.

Sobreposto ao vídeo lê-se “Presidente da Rússia declara apoio ao povo brasileiro”.

Captura de tela feita em 13 de janeiro de 2023 de uma publicação no TikTok ( .)

A gravação, de pouco mais de dois minutos de duração, é acompanhada por legendas em português indicando que o presidente russo estaria manifestando o seu apoio aos ataques de 8 de janeiro, quando milhares de apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) invadiram a Praça dos Três Poderes em Brasília e vandalizaram os prédios do Congresso, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Gostaria primeiramente de parabenizar o povo brasileiro por sua coragem de protestar contra esta farsa! Daremos todo nosso apoio militar as Forças Armadas do Brasil em caso de uma intervenção militar estrangeira”, diz a legenda inserida no conteúdo viral.

Mas essas legendas não correspondem ao que Putin realmente dizia e o vídeo tampouco mostra o presidente da Rússia apoiando os ataques em Brasília.

Uma busca reversa pela captura de tela das publicações virais levou a uma sequência publicada no site do Kremlin em 10 de outubro de 2022. Na ocasião, Putin se reuniu com membros do Conselho de Segurança da Federação Russa para abordar o conflito russo-ucraniano.

O registro original tem duração de três minutos e 39 segundos, e as imagens compartilhadas nas redes foram extraídas a partir de 01:20.

A transcrição da reunião, feita por videoconferência e disponibilizada em inglês no site, mostra que Putin discutia sobre a segurança nacional do país e o conflito com a Ucrânia.

“Ontem o presidente do Comitê Investigativo Alexander Bastrykin me informou sobre os primeiros resultados da investigação sobre o ato de sabotagem na ponte da Crimeia”, diz, entre outros pontos, referindo-se à estrutura destruída por uma explosão em 8 de outubro de 2022.