Vacinação contra a Covid neste sábado em SP será nas AMAs/UBSs Integradas

·2 minuto de leitura
SÃO PAULO, SP, 21.05.2021 - CORONAVÍRUS-VACINAÇÃO-SP: Movimentação de pessoas pela UBS Dr. Manoel Joaquim Pera, na Vila Madalena, em São Paulo, para vacinação contra a Covid-19. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 21.05.2021 - CORONAVÍRUS-VACINAÇÃO-SP: Movimentação de pessoas pela UBS Dr. Manoel Joaquim Pera, na Vila Madalena, em São Paulo, para vacinação contra a Covid-19. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A vacinação contra a Covid-19 na capital paulista neste sábado (22) será feita somente nas AMAs/UBSs Integradas. Os megapostos e os drive-thrus não funcionarão. O imunizante também não será aplicado nos chamados postos volantes, que são locais como farmácias, igrejas e supermercados.

Somente duas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) estarão abertas para a vacinação contra a Covid neste sábado: a da Sé e a da Santa Cecília, ambas na região central da cidade.

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, quem for tomar a primeira dose receberá a vacina de Oxford/AstraZeneca. Já a Coronavac, produzida em parceria entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac, será utilizada naqueles que forem tomar o reforço. A previsão é de que um novo lote de imunizantes da Pfizer chegue às UBSs na terça-feira (25).

Nesta semana, o estado de São Paulo iniciou a aplicação da primeira dose nas grávidas e puérperas com comorbidades (acima de 18 anos), motoristas e cobradores de ônibus e pessoas com comorbidades e deficiência permanente beneficiárias do BPC (Benefício de Prestação Continuada) de 45 a 49 anos.

A secretaria informa que, no momento da vacinação, é necessário apresentar um documento oficial de identificação e, no caso das pessoas com comorbidades, será exigido um comprovante de condição de risco (exames, receitas, relatório ou prescrição médica), contendo o CRM do médico. A lista de comorbidades pode ser vista clicando aqui.

Para os que recebem o BPC, é necessário apresentar o comprovante do benefício, como a carta de concessão do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), documento oficial de identificação e comprovante da deficiência (laudo médico que indique a deficiência; cartão de gratuidade no transporte público que indique sua deficiência; documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência; ou documento oficial de identidade com a indicação da deficiência).

A recomendação da prefeitura é para que as pessoas façam um pré-cadastro na plataforma Vacina Já, procedimento que agiliza o tempo de atendimento no dia da imunização.

Na próxima sexta-feira (28), está previsto o início da vacinação em pessoas com comorbidades e deficiência permanente com idade entre 40 e 44 anos, segundo calendário divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, gestão João Doria (PSDB).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos