Vacinação contra gripe: Fila de carros se forma no Drive Thru no Riocentro quatro horas antes da abertura

Luiz Ernesto Magalhães
Exército montou, nesta terça-feira, as barracas para a vacinação no estacionamento do Riocentro

No primeiro dia do Drive Thru no Riocentro, a fila de carros se formou logo cedo. Apesar de a vacinação de idosos contra a gripe estar programada para começar às 10h, desde as 6 horas da manhã já havia fila no local. A prefeitura chegou a anunciar que o posto abriria às 7h. O posto vai operar em parceria com o Exército e a Cruz Vermelha.

Ao contrário do Estado, o município decidiu vacinar todos e as pessoas acima de 60 anos independentemente da faixa etária. O primeiro a chegar, às 6 horas, foi o economista autônomo Rafael Telles, de 61 anos, morador do Recreio. A vacinação é considerada fundamental para evitar uma coinfecção com o coronavírus, sobretudo entre os idosos.

-Pensava que seria às 7h. Essa falta de informação não ajuda . Por isso cheguei cedo- justificou o economista.

Ele disse que na segunda-feira tentou se vacinar no posto volante montado no Detran da Avenida Ayrton Senna, mas desistiu por causa da fila. Marcelo criticou o discurso do presidente Jair Bolsonaro que, na terça-feira à noite, mais uma vez minimizou a pandemia.

–O presidente está errado ao mandar reabrir escolas e reativar tudo. Essa pandemia tem causado muitas vítimas e não se sabe a extensão que irá chegar – disse Telles.

O segundo da fila é o motorista de ônibus aposentado Milton Guimarães, 63 anos. Ele disse que viu na TV que o posto iria abrir e decidiu vir se vacinar antes de chamar os vizinhos.

A Cet-Rio interditou uma faixa das avenidas Embaixador Salvador Allende e Oloff Palm para organizar a fila de carros.