Vacinação em Caxias continua confusa, e duas idosas acabam sendo imunizadas 'por acidente' fora da faixa etária

Flavio Trindade
·2 minuto de leitura

A vacinação contra a Covid-19 continua causando confusão entre os moradores do município da Baixada Fluminense, revivendo a confusão que marcou o processo na última sexta-feira. Nesta quarta-feira, estava prevista a repescagem da aplicação da 2° dose para idosos acima de 80 anos, seguindo a determinação da 3ª Vara Cível de Duque de Caxias, que expediu liminar para que o município siga o Plano Nacional de Imunização (PNI), e priorize a aplicação de acordo com a faixa etária dos idosos. Porém muitas pessoas fora da faixa contemplada apareceram em postos de vacinação da cidade.

A maioria foi mandada de volta para casa. Entretanto duas idosas deram "sorte". As aposentadas Sandra Soares, de 68 anos, e Lucia Francisco, de 65, foram ao posto de vacinação da Praça Doutor Laureano após terem tentado se vacinar em Xerém, na última sexta-feira, quando a imunização era para pessoas acima de 60 anos, e não conseguirem. Nesta quarta-feira, ao serem orientadas a voltarem para casa, as idosas reclamaram com a reportagem do EXTRA sobre o tratamento recebido na segunda tentativa de imunização contra o coronavírus.

— Me sinto humilhada, né? Já havia tentado em Xerém, não consegui, aí vim aqui hoje e nada também. É um desrespeito com a gente — disse dona Sandra.

Após concederem entrevistas, as duas idosas foram abordadas por um fiscal, que as levou até o superintendente do posto de vacinação, identificado como André Xavier, que decidiu usar com a dupla uma das seringas reservadas como 2ª dose para as pessoas acima de 80. Outros funcionários cercaram a equipe do EXTRA e, com ameaças e intimidação, tentaram evitar o registro da aplicação da vacina.

O prefeito Washington Reis ainda não recebeu a intimação expedida juíza Elizabeth Maria Saad pelo descumprimento de liminar. Na decisão, além de determinar que o governo siga o PNI, a magistrada pediu que a prefeitura informe até quinta-feira o número de imunizados com a 2ª dose até o dia 23 de fevereiro.

No mesmo posto da Dr. Laureano, outra idosa, a aposentada Lucia da Silva Santos, de 65 anos, não teve a mesma "sorte" de ser escolhida pelo superintendente e voltou para a casa sem ser imunizada.

— É uma decepção. Também fui em Xerém e não consegui. Hoje aqui nada. A gente vai correndo de um lado para a outro e volta para casa sem solução. Eu ainda tenho um pouco de saúde para andar, mas e quem não pode? — lamentou.

Em outro posto, o do Centro Municipal de Saúde, no Centro de Duque de Caxias, o casal Zuleika Thiengo, de 76 anos, e Manoel Tavares, de 73, foi ao posto em busca de vacina e voltou decepcionado.

— Disseram para a gente que não há previsão de retorno. Nas outras cidades pessoas da nossa idade estão todas sendo vacinadas e aqui fizeram essa confusão e os mais idosos ficaram sem nada. Muita tristeza isso — disse Zuleika.