Vacinação em crianças: Pfizer afirma que ainda é impossível determinar a data de entrega de doses pediátricas ao Brasil

·1 min de leitura

A Pfizer informou nesta sexta-feira que está fazendo todos os esforços para que doses pediátricas da vacina contra Covid-19 cheguem ao país o mais rapidamente possível. No entanto, em nota, a farmcêutica americana afirmou que "ainda não é possível determinar a data de entrega de doses pediátricas ao Brasil" e que atua "junto ao governo para definir as próximas etapas desse processo".

Na quinta-feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso da vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Pfizer em parceria com a BioNTech em crianças de 5 a 11 anos. A formulação do imunizante para essa faixa etária é diferente do utilizado em adolescentes de 12 a 16 anos e adultos e o Brasil não tem essas doses em estoque. No novo contrato firmado entre o governo brasileiro e a Pfizer, para o fornecimento de mais 100 milhões de doses de 2022, está prevista a possibilidade de receber novas formulações de vacinas, incluindo possíveis imunizantes destinados a novas variantes e a versão pediátrica.

A dose da vacina das crianças é de apenas 10 microgramas, o que corresponde a um terço da dose de adultos. Em geral, quanto menor a idade, melhor a resposta para as vacinas, porque seu sistema imune é mais forte. Dessa forma, é possível utilizar uma dosagem menor, que é mais segura, para induzir uma forte resposta imunológica. Para diferenciá-las, os frascos terão as cores laranja e roxa, respectivamente. Além disso, o imunizante infantil poderá ser armazenado por 10 semanas de 2°C a 8°C contra quatro semanas da destinada a adultos.

O esquema de imunização dessa faixa etária consiste em duas doses de Pfizer, com intervalo de 21 dias. Até o momento, essa é a única vacina aprovada para o público infantil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos