Vacinação no Rio será suspensa nesta quinta caso não cheguem novas doses

Lucas Altino
·2 minuto de leitura

RIO — A campanha de vacinação na cidade do Rio pode ser suspensa a partir desta quinta-feira, dia marcado para imunização de mulheres com 62 anos, caso uma nova remessa de vacinas não chegue até o fim desta quarta. O secretário de Saúde do Rio, Daniel Soranz, afirmou que há a expectativa de chegada de 215 mil novas doses, conforme cronograma estabelecido pelo Ministério da Saúde, o que possibilitaria a manutenção do calendário, sem interrupção. Ainda não há a confirmação desse envio.

— Talvez (a campanha seja suspensa) se não chegar dose. Deve chegar hoje, estamos aguardando — resumiu Soranz, que explicou que a previsão dessa remessa era de 215 mil doses.

Em nota, porém, a Secretaria municipal de Saúde afirmou que a expectativa é "de receber 150 mil doses", de acordo com o cronograma do Ministério da Saúde. As vacinas seriam da AstraZeneca/Oxford, produzidas pela Fiocruz. O último envio, na sexta passada, foi de 102.970 doses de vacinas AstraZeneca e 83.880 doses de CoronaVac, estoque que se esgotará nesta tarde.

A possível suspensão da campanha, porém, não influencia na aplicação das segundas doses nas pessoas parcialmente imunizadas. Nesta quarta, estão sendo vacinadas as pessoas com 63 anos, além de profissionais de saúde com 52 anos. Na quinta, a previsão é para mulheres 62 anos e profissionais de saúde com 51 anos.

Algumas cidades do estado já anunciaram a suspensão da campanha, por falta de doses, como Niterói. Até aqui, a capital já vacinou 1.1 milhão de pessoas, sendo que 296 mil já receberam a segunda dose.

No estado, o dado da Secretaria estadual é de 1.7 milhões de vacinados. Conforme O GLOBO noticiou, o Rio sofre com a pior relação de doses recebidas por pessoas vacinadas do país. Até terça, os dados davam conta de que 45,6% de todas doses recebidas pelo estado haviam sido aplicadas.