Vacina com esperança: Além de doses contra a Covid-19, técnica de enfermagem oferece gentileza com mensagens em bilhetes

·2 minuto de leitura

RIO — Com quase três décadas de trabalho, a técnica de enfermagem Valéria Pereira de Macedo, de 50 anos, conta que já viu quase tudo na carreira. Mas relata que sua vida e a rotina mudaram muito com a pandemia do novo coronavírus. Funcionária da Prefeitura do Rio, decidiu que alegraria quem ela vacinasse contra a Covid-19. A ideia veio após receber uma mensagem motivacional ao entrar em uma rede de academias. Valéria então passou a espalhar a gentileza na sala de vacinação da Casa Firjan, em Botafogo, na Zona Sul do Rio.

— É um momento tão difícil que estamos vivendo. Então, acho que nada seria melhor que dar esses bilhetes para as pessoas que vêm aqui. Sempre digo que não tem nada de cunho religioso nem partidário. Pergunto se querem e todas as pessoas estão aceitando. Muitos chegam aqui com um semblante triste e saem bem felizes — diz a técnica de enfermagem, que é lotada Centro Municipal de Saúde Dom Hélder Câmara, também em Botafogo.

Os bilhetinhos escritos à mão ficam ficam guardados em uma caixinha vermelha até a entrega. Entre as frases escolhidas por Valéria, estão pensamentos divulgados há anos, como o de Walt Disney, em uma de suas obras, que diz: “Fé, duas letras que podem mudar sua vida, acredite”. Há também o da banda Charlie Brown Jr.: “Não deixe para depois. Valorize a vida”. Em outra frase, um conselho: “Cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouco importa; o essencial é que saiba amar”.

Na manhã desta segunda-feira, durante a dose de reforço (DR) da vacina da Covid-19 para pessoas com mais de 95 anos, Valéria vacinou Kilda Pucu, de 100 anos. A idosa — que nasceu no Amazonas, veio para o Rio e trabalhou como professora a vida inteira — recebeu um bilhetinho da profissional de enfermagem. Ela se emocionou com a mensagem que recebeu.

— É muito feliz você poder ser vacinada e ainda por cima receber uma mensagem tão bonita. Dá esperança de um mundo melhor — disse a aposentada, que estava acompanhada do filho, Arthur Pucu, de 72, também aposentado.

As mensagens viraram febre nesta manhã no posto de vacinação. Ela diz que vai seguir com a entrega dos textos.

— A gente vai continuar fazendo. Esse é um momento importante para as nossas vidas, e nada melhor que um textinho de motivação. As pessoas vêm aqui, se vacinam e voltam alegres para casa com esses bilhetes. Eu fico feliz — disse Valéria.

Calendário da semana para a dose de reforço para idosos:

segunda-feira, dia 13:terça-feira, dia 14:quarta-feira, dia 15:quinta-feira, dia 16:sexta-feira, dia 17:sábado, dia 18:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos