Vacina contra Covid-19: em Niterói, doses garantidas só para parte do grupo que já tomou a primeira

Leonardo Sodré
·3 minuto de leitura

NITERÓI — A semana começa em Niterói com a vacinação contra a Covid-19 garantida apenas para parte das pessoas que já receberam a primeira dose. Sem previsão de chegada de novas remessas neste fim de semana, a imunização de idosos com mais de 86 anos poderá ser interrompida, caso seja zerado o estoque. A extensão da campanha para outros grupos, segundo a prefeitura, depende do movimento nos postos de vacinação e do envio de mais imunizantes pelo governo do estado. Até a chegada de novas remessas, o atendimento está suspenso no drive-thru do campus Gragoatá da UFF

Na última sexta-feira, o município recebeu 8.290 doses de CoronaVac destinadas à aplicação da segunda dose no primeiro grupo vacinado na cidade, que inclui profissionais de saúde e idosos que vivem em instituições. De acordo com a Secretaria municipal de Saúde, até a última quinta-feira 23.839 pessoas haviam sido vacinadas em Niterói com pelo menos a primeira dose do imunizante contra a Covid-19. Deste número, 16.405 são profissionais de saúde, 5.984 idosos com 86 anos ou mais, 679 idosos com 86 anos ou mais institucionalizados, 659 idosos com 86 anos ou mais acamados, 75 deficientes institucionalizados e 37 quilombolas.

A prefeitura está programando a vacinação de acordo com a quantidade de doses repassadas pelo governo do estado e diz que vem respeitando a ordem de grupos prioritários definida pelo Plano Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde.

Depois das cobranças de governadores devido à falta de vacinas, durante reunião na última quarta-feira, o Ministério da Saúde divulgou um cronograma para distribuir, até julho, 230 milhões de doses, com novos lotes sendo entregues aos estados a partir da próxima terça-feira. No entanto, a previsão foi alterada no dia seguinte. Diante da afirmação do Instituto Butantan de que não conseguiria entregar tantos imunizantes neste prazo, a pasta fez novo anúncio, prometendo distribuir apenas 30% das 9,2 milhões de doses de CoronaVac garantidas inicialmente para ainda este mês.

Mais transparência

O caso da aplicação de uma “vacina de vento” em um idoso de 90 anos no campus da UFF, na semana retrasada, que levou ao indiciamento de uma técnica de enfermagem por peculato e infração de medida sanitária preventiva, fez o procedimento para a imunização em Niterói ganhar um novo protocolo, segundo relatos de pessoas vacinadas nos últimos dias. Idosos e acompanhantes contam que os enfermeiros estão realizando todo o procedimento de preparo da vacina na frente de quem será imunizado, com explicações sobre cada processo e conferência visual do material utilizado antes e após a aplicação.

Queda de casos

Niterói registrou 263 novos casos de Covid-19 na semana compreendida entre 5 e 11 de fevereiro. É a terceira semana seguida de queda e o menor índice semanal desde maio de 2020, quando a prefeitura passou a divulgar boletins com os indicadores de monitoramento da pandemia. O número de mortes também caiu no período analisado: foram nove, contra 27 na semana anterior.

Hoje, a cidade registra uma taxa de ocupação de leitos clínicos de 18%, enquanto 29% dos leitos de UTI exclusivos para Covid-19 estão ocupados. Em uma semana, houve queda no número de internados em leitos de quarto, de 84 para 76. O número de pacientes internados em UTI se manteve estável no período: eram 139, no último dia 4, e 140, no dia 11.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)