Vacina em SP: pré-cadastro pode ser feito pelo Whatsapp; entenda

Anita Efraim e João de Mari
·2 minuto de leitura
The WhatsApp application icon is seen on an iPhone home screen in Warsaw, Poland on March 3, 2021. (Photo by Jaap Arriens/NurPhoto via Getty Images)
Agora, pré-cadastro do Vacina Já pode ser feito por meio do Whastapp (Foto: Jaap Arriens/NurPhoto via Getty Images)
  • Agora, pré-cadastro do Vacina Já pode ser feito via Whatsapp

  • Preenchimento do pré-cadastro reduz tempo de atendimento em até 90%

  • Pré-cadastro também pode ser feito pelo site

O estado de São Paulo firmou uma parceria com o Whatsapp e, agora, os paulistas poderão se fazer pré-cadastro no Vacina Já por meio do aplicativo de mensagem. 

Para isso, é preciso mandar uma mensagem para o número (11) 952-202-923 e preencher o pré-cadastro. O site do Vacina Já continua em funcionamento. 

Leia também

Com o pré-cadastro, o processo de vacinação diminui o tempo de atendimento de 10 para 1 minuto. "O Vacina Já é muito importante e agora a gente conta com uma nova ferramenta, que é o Whatsapp. A partir de hoje, será possível fazer o pré-cadastro para a vacinação contra a covid-19 em todo o estado de São Paulo", explicou Regiane de Paula, coordenadora do programa de vacinação do estado. 

Atualmente, o estado está vacinando pessoas de 68 anos, além de forças policiais. João Doria ainda anunciou as datas de início da vacinação de pessoas de 65 a 67 anos

Calendário de vacinação em São Paulo 

  • 12 de abril: início da vacinação de professores

  • 14 de abril: início da vacinação de pessoas com 67 anos

  • 21 de abril: início da vacinação de pessoas de 65 e 66 anos

Vacinação de professores

Em todo o estado de São Paulo, professores começarão a ser vacinados contra o coronavírus a partir de 12 de abril. Inicialmente, a vacinação será para profissionais da educação a partir dos 47 anos.

"Começamos a vacinar 350 profissionais da educação que atual da creche ao ensino médio no estado de São Paulo. Nessa primeira etapa da de vacinação dos profissionais da educação, serão imunizados 35o mil professores, diretores de escolas, inspetores de alunos e profissionais que trabalham na rede estadual, rede municipal e rede privada", detalhou o governador João Doria (PSDB).

A vacinação era uma demanda dos professores para que as aulas presenciais pudessem ser retomadas com maior segurança.