Vacinação covid-19: só 27% dos idosos tomaram quarta dose

Vacinação de idosos contra covid-19 com quarta dose começou em março. (Foto: Wang Tiancong/Xinhua via Getty Images)
Vacinação de idosos contra covid-19 com quarta dose começou em março. (Foto: Wang Tiancong/Xinhua via Getty Images)
  • São 8,6 milhões de maiores de 60 anos com as duas doses de reforço

  • Número de idosos internados com covid-19 aumentou entre junho e julho

  • Vacinação com 1ª dose já alcança quase 100% da população idosa do país

Cerca de 27% das pessoas com mais de 60 anos no Brasil já receberam a 4ª dose - segundo reforço - da vacina contra a covid-19, segundo o Ministério da Saúde. No total, são 8,6 milhões de idosos com o esquema de vacinação completo. A recomendação da vacinação para faixa etária foi feita há dois meses.

Maiores de 60 anos podem receber a 4ª dose desde o dia 18 de maio, que deveria ser aplicada, conforme orientação da Saúde, quatro meses após a primeira dose de reforço.

Ainda assim, quase toda população idosa do país recebeu a terceira dose. Em 26 de julho deste ano, o Brasil tinha 95% dos maiores de 60 ano com a 1ª dose, o que significa cerca de 30,9 milhões de pessoas, que estão entre os que têm risco de ter complicações da doença.

O Brasil está usando os imunizantes Coronavac, Oxford/AstraZeneca, Pfizer e Janssen, que tem dose única.

Em julho, o número de idosos que morreram vítimas da covid-19 ou que foram internados por conta da doença cresceu em relação ao mês anterior, de acordo com o Boletim Observatório Covid-19, da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). Entre 6 e 12 de junho, a proporção de internação de maiores de 60 anos era de 27,2%, enquanto a taxa foi de 31,8% entre 3 e 10 de julho. Nas mesmas semanas, a proporção de óbitos foi de 44,8% e 58,2%, respectivamente.

Ainda segundo o boletim, a imunização avança de forma “mais lenta do que o desejável”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos