Vacinação em SP: Capital inicia imunização de pessoas de 46 anos nesta segunda (28)

·1 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - JUNE 18: A health worker prepares a CoronaVac vaccine against COVID-19 during an immunization campaign for people at José Marcílio Malta Cardoso Basic Health Unit on June 18, 2021 in Sao Paulo, Brazil. According to official figures released by the Health Minister, the death toll in Brazil is approaching half a million victims. President Jair Bolsonaro faces a probe as the country undergoes the second-deadliest COVID-19 outbreak outside of the United States. Protests are being held against the Copa America, which is being played in four Brazilian cities amid a surge in cases and deaths.  (Photo by Rodrigo Paiva/Getty Images)
Nesta semana, paulistanos de 45 e 46 anos poderão se vacinar contra a covid-19 (Foto: Rodrigo Paiva/Getty Images)
  • Cidade de SP começa a vacinar pessoas de 46 anos nesta segunda

  • Capital começa a aplicar o imunizante da Janssen, de dose única

  • Sem receber mais doses, capital só confirma vacinação nesta segunda e na terça-feira

Nesta segunda-feira (28), a cidade de São Paulo começa a vacinar pessoas de 46 anos contra a covid-19. Para imunizar a faixa etária, a capital paulista opera com as 468 Unidades Básicas de Saúde abertas, AMAs com UBS integradas, além dos megapostos e o sistema drive-thru.

Para tomarem a vacina, os paulistanos devem apresentar um documento de identidade e um comprovante de residência na cidade de São Paulo.

  • Segunda-feira (28): 46 anos

  • Terça-feira (29): 45 anos

Nesta semana, o calendário está previsto apenas até terça-feira (29), quando começam a ser imunizados moradores da capital paulista de 45 anos. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, a pasta ainda espera receber novos lotes de vacinas para confirmar as próximas datas.

Leia também:

Vacina da Janssen para população de rua

Na segunda-feira, a prefeitura de São Paulo começa a vacinar a população com o imunizante da Janssen, aplicado em dose única. A capital recebeu, ao todo, 114 mil doses da vacina e 14 mil serão destinadas à população de rua que não está cadastrada em abrigos.

A aplicação de vacinas contra o coronavírus no público cadastrado nos centros começou em fevereiro e mais de 21.754 doses foram aplicadas desde então, segundo a prefeitura.

De acordo com o censo de 2019, mais 24 mil pessoas estão em situação de rua na cidade de São Paulo. A prefeitura diz que 11,6 mil estão acolhidas e 12,6 mil vivem nas ruas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos