Vacinação em SP: Doria compra CoronaVac exclusiva para o estado e promete antecipar calendário

·2 minuto de leitura
Sao Paulo Governor Joao Doria shows the ButanVac vaccine candidate against Covid-19, at the Butantan Institute, in Sao Paulo, Brazil, on March 26, 2021. - The Brazilian ButanVac vaccine will ask for authorization from the National Health Surveillance Agency (Anvisa) to start clinical trials of phases 1 and 2 in humans, involving 1,8 thousand volunteers. Research started on March 26, 2020 and the production goal is to start on May and to deliver 40 million doses starting on July, 2021. (Photo by Miguel SCHINCARIOL / AFP) (Photo by MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)
João Doria prometeu adiantar a vacinação dos moradores do estado de São Paulo (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)
  • Governador de São Paulo, João Doria, anunciou compra de 4 milhões de doses da CoronaVac exclusivas para o estado

  • Parte das doses chega ainda nesta quarta-feira ao estado

  • Doria prometeu adiantar ainda mais o calendário de vacinação, mas não divulgou novas datas

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que o estado comprou 4 milhões de doses da vacina CoronaVac para uso exclusivo dos moradores do estado de São Paulo. Com isso, o calendário de imunização será adiantado.

As primeiras doses exclusivas do estado de São Paulo, 2,7 milhões, chegarão nas próximas horas, segundo o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn. 

Leia também:

Regiane de Paula, coordenadora do Plano Estadual de Imunização, explicou que novas doses já chegaram a São Paulo, mas estão sob inspeção. Por isso, ainda não é possível anunciar o novo calendário. Até o momento, a promessa é que toda a população esteja vacinada com a primeira dose até 15 de setembro. 

"Estamos trabalhando intensamente em um novo calendário vacinal, em breve teremos novas notícias", afirmou Regiane de Paula. "Essas vacinas que estão chegando no dia de hoje passarão por um controle de qualidade, mas, em breve, teremos um novo calendário com novas datas para apresentar a todos no estado de São Paulo."

Além disso, o governador também anunciou que o Instituto Butantan entregará o total de 100 milhões de doses até o dia 31 de agosto. "Nós temos feito um enorme esforço para recuperar o cronograma que havia sido apresentado ao Ministério da Saúde", afirmou Dimas Covas. "Houve todos aqueles atrasos com as remessas de matéria prima, (...) agora em junho, tivemos as boas notícias de regularização do fornecimento de matéria prima e isso nos permite prever o cumprimento do contrato até o final de agosto." 

Até o momento, o Butantan entregou 53 milhões de doses ao Plano Nacional de Imunização. No dia 14, será feita uma nova entrega de 10 milhões de doses da CoronaVac. No dia 13, o Butantan receberá 12 mil litros de insumo, suficiente para produzir 20 milhões de doses. No fim de julho, é esperado um novo carregamento de Insumo Farmacêutico Ativo, também de 12 mil litros. 

"Com esse quantitativo, vamos até ultrapassar as 100 milhões de doses previstas. Vamos ter uma sobra de vacinas, que poderão ser encaminhadas ao estado de São Paulo e a outros estados que tenham interesse, da mesma forma que nós também prevemos atendimentos aos nossos vizinhos, aos países vizinhos, um compromisso assumido junto à SinoVac", afirmou. 

O Butantan ainda tem contrato para compra de mais 60 milhões de doses da CoronaVac, sendo 30 milhões para o estado de São Paulo e o restante para países vizinhos. Os insumos devem ser recebidos entre agosto e setembro. 

Até o momento, o estado de São Paulo aplicou 27,4 milhões de doses de vacinas, sendo 20,6 de primeira dose, 6,3 de segunda dose e 415 mil de dose única. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos