Vacinação em SP: Estado terá “Dia D” para aplicação da segunda dose contra covid-19 no sábado

·1 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - MAY 21: A driver waits to receive a dose of the AstraZeneca COVID-19 vaccine from a public health worker at a drive-through vaccination post on May 21, 2021 in Sao Paulo, Brazil. Around 20 percent of Brazilians have received their first vaccination dose. Health experts are warning that Brazil should brace for a new surge of COVID-19 amid a slow vaccine rollout and relaxed restrictions. The state of Sao Paulo has registered over 3 million cases of COVID-19 and more than 100,000 deaths. Over 440,000 people have been killed in Brazil by COVID-19, second only to the U.S. (Photo by Mario Tama/Getty Images)
Vacinação será focada em pessoas que estão com o esquema vacinal atrasado (Foto: Mario Tama/Getty Images)
  • São Paulo fará "Dia D" de vacinação no sábado para aplicar segunda dose contra a covid-19

  • Em todo o estado, funcionarão 5 mil postos de vacinação

  • Cerca de 440 mil pessoas estão com o esquema vacinal atrasado no estado

No próximo sábado (5), o governo de São Paulo fará um “Dia D” de vacinação para aplicar a segunda dose dos imunizantes contra a covid-19 em todo o estado. Segundo o governo estadual, mais de 400 mil pessoas não completaram o esquema vacinal após receber a primeira dose da vacina.

Serão imunizados os paulistas que tomaram a primeira dose CoronaVac há mais de 28 dias e a AstraZeneca há mais de 12 semanas.

Leia também

“Iremos fazer uma grande ação de apoio aos municípios para que possam, além de aplicar a segunda dose, realizar a digitação e atualização das vacinas que por ventura os pacientes podem ter sido imunizados e não registrados na plataforma Vacivida”, explicou Regiane de Paula, coordenadora do Plano Estadual de Imunização.

Em todo o estado, mais de 5 mil postos de vacinação ficarão abertos entre 7h e 18h. Na capital paulista, todas as Unidades Básicas de Saúde estarão abertas das 8h às 17h.

Segundo a Secretaria de Saúde do estado, na última quarta-feira (2), um total de 442 mil pessoas estavam com a segunda dose atrasada. Entre elas, 172 mil tomaram a vacina da Fiocruz, a Oxford/AstraZeneca, e outras 270 mil tomaram a primeira dose da CoronaVac, do Butantan.

Para conseguir completar a vacinação da população, a Secretaria estadual de Saúde repassou cerca de 280 mil doses da CoronaVac para serem aplicadas apenas como segunda dose.

Apesar do índice alto, o número está caindo. Em 28 de maio, o número de pessoas com a segunda dose atrasada no estado de São Paulo era de 501 mil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos