Vacinação em SP: Governo antecipa imunização de pessoas com 64 anos para 23 de abril

Anita Efraim e João de Mari
·2 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - MARCH 15: A health worker draws the coronavirus vaccine from a vial at a drive-thru vaccination post in the Morumbi stadium on March 15, 2021 in Sao Paulo, Brazil. The state of Sao Paulo started to immunize citizens aged between 75 and 76 years old. Health authorities announced they expect to vaccinate 420,000 people within this phase and should reach the milestone of 4 million vaccinated people today. Brazil has over 11.400,000 confirmed positive cases of coronavirus and has over 278,000 deaths. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)
Estado está vacinando pessoas de 67 anos e professores com mais de 47 anos (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou a antecipação da vacinação de pessoas de 64 anos, que começará em 23 de abril. Antes, o início da imunização desta faixa etária estava prevista para 29 de abril. A data de vacinação para pessoas com 63 anos continua a mesma. 

Atualmente, estão sendo vacinadas pessoas de 67 anos e professores com mais de 47 anos. Na próxima quarta-feira (21), começa a vacinação de pessoas de 65 e 66 anos em todo o estado.

Leia também

Doria anunciou ainda a vacinação de pessoas com comorbidades a partir de 10 de maio, incluindo pessoas com Síndrome de Down, pacientes transplantados e pacientes renais em terapia. E também a imunização de ferroviários, metroviários, motoristas de ônibus e cobradores. 

Confira o calendário de vacinação contra a covid:

  • 21 de abril: 65 e 66 anos

  • 23 de abril: 64 anos

  • 29 de abril: 63 anos

  • 6 de maio: 60, 61 e 62 anos

  • 10 de maio: pessoas com comorbidades

  • 11 de maio: metroviários e ferroviários

  • 18 de maio: motoristas e cobradores de ônibus

Governo de São Paulo anunciou vacinação de pessoas com comorbidades, de metroviários, ferroviários, motoristas de ônibus e cobradores (Foto: Reprodução)
Governo de São Paulo anunciou vacinação de pessoas com comorbidades, de metroviários, ferroviários, motoristas de ônibus e cobradores (Foto: Reprodução)

Vacinação total da população 

Segundo Doria, a ideia é vacinar toda a população do estado até o fim de 2021. Além do Plano Nacional de Vacinação, para o qual o Instituto Butantan vai entregar 100 milhões de doses da vacina CoronaVac, o governo estadual prevê a compra de 30 milhões de doses. O contingente chegaria ao Brasil em setembro e ajudaria imunizar a totalidade da população paulista.

“São Paulo vai disponibilizar 100 milhões de doses da vacina do Butantan, esse é o contrato que nós temos com o governo federal. E vamos seguir: 46 milhões agora, 54 milhões depois, nós vamos seguir o programa nacional de imunização. Mas, também quero antecipar aqui que, a partir de setembro, após o cumprimento integral do nosso compromisso, do compromisso de São Paulo com o Brasil, com o Ministério da Saúde, já adquirimos 30 milhões de doses da vacina do Butantan junto ao laboratório SinoVac, que chegarão em outubro”, declarou Doria em entrevista à rádio CBN.