Vacinação em SP: Imunização de pessoas entre 45 e 54 anos começa em 2 de agosto

·3 minuto de leitura
RIO DE JANIERO, BRAZIL - MAY 24: A public health worker prepares a dose of the AstraZeneca vaccine at a COVID-19 vaccination clinic at Museu da Republica (Museum of the Republic) on May 24, 2021 in Rio de Janeiro, Brazil. COVID-19 has claimed more than 1 million lives in Latin America and the Caribbean, with nearly half of those deaths in Brazil. Only three percent of the population of Latin America has been fully vaccinated against COVID-19. Health experts are warning that Brazil should brace for a new surge of COVID-19 amid a slow vaccine rollout and relaxed restrictions. The state of Sao Paulo has registered over 3 million cases of COVID-19 and more than 100,000 deaths. Nearly 450,000 people have died in Brazil by COVID-19, second only to the U.S. (Photo by Mario Tama/Getty Images)
Vacinação de pessoas entre 45 e 54 anos acontecerá ao longo do mês de agosto (Foto: Mario Tama/Getty Images)
  • Em todo o estado de São Paulo, pessoas entre 45 e 54 anos começarão a ser vacinadas contra a Covid-19 em 2 de agosto

  • Ao longo do mês de julho, serão vacinadas pessoas de 55 a 59 anos, além de profissionais da educação a partir de 18 anos

  • A informação foi divulgada pelo governador João Doria (PSDB), durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes

Em todo o estado de São Paulo, pessoas entre 45 e 54 anos começarão a ser vacinadas contra a Covid-19 em 2 de agosto. A informação foi divulgada pelo governador João Doria (PSDB), durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes. 

No total, o público de 45 a 54 anos corresponde a 3,6 milhões de pessoas. Ao longo do mês de julho, serão vacinadas pessoas de 55 a 59 anos, além de profissionais da educação a partir de 18 anos. 

Leia também

As novas datas divulgadas são: 

  • 2 a 16 de agosto: 50 a 54 anos 

  • A partir de 17 de agosto: pessoas entre 45 e 49 anos 

Doria ainda anunciou que começarão a ser vacinados trabalhadores aeroviários, em 28 de maio. A coordenadora do Plano Estadual de Vacinação, Regiane de Paula, alertou que as doses ofertadas pelo Ministério da Saúde não são suficientes para vacinar todos os aeroviários, então, será "o início da imunização", segundo Regiane de Paula. 

Entre esses trabalhadores estão os funcionários das companhias aéreas e funcionários dos aeroportos e dos serviços auxiliares de transporte aéreo. 

Eles devem apresentar um documento que comprove a situação de trabalhador empregado de companhias aéreas nacionais e, aos demais, o devido credenciamento aeroportuário válido. 

Além disso, trabalhadores portuários, do Porto de Santos, poderão se vacinar a partir de 1º de junho, incluindo os funcionários administrativos. Será necessário apresentar um documento que comprove o exercício efetivo da função. 

Começarão a ser vacinados trabalhadores do transporte aéreo e portuários (Foto: Reprodução/Governo de SP)
Começarão a ser vacinados trabalhadores do transporte aéreo e portuários (Foto: Reprodução/Governo de SP)

Vacinação de pessoas com comorbidades

Na semana passada, Doria anunciou que, ao longo do mês de junho, todas as pessoas com comorbidades e deficiências poderão ser imunizadas, tendo mais de 18 anos

No entanto, durante coletiva de imprensa desta quarta — a menos de uma semana do início de junho — nenhuma informação sobre o cronograma de imunização desse grupo foi dada.

Mesmo assim, o governador prometeu que todos os cidadãos do estado de São Paulo serão vacinados ainda este ano. "Todos do estado de São Paulo serão vacinados até o dia 31 de dezembro deste ano", disse Doria.

Confira o calendário de vacinação contra a covid em SP:

  • 10 de maio: pessoas com Sindrome de Down, Imunossiprimidas pacientes transplantados, pacientes renais em terapia

  • 11 de maio: metroviários e ferroviários; pessoas com deficiência permanente entre 50 e 59 anos

  • 14 de maio: pessoas com comorbidades entre 50 e 59 anos

  • 17 de maio: grávidas e puérperas com comorbidades com mais de 18 anos

  • 18 de maio: motoristas e cobradores de ônibus

  • 21 de maio: pessoas com comorbidades entre 45 e 49 anos e pessoas com deficiência permanente (BPC) entre 45 e 49 anos

  • 28 de maio: pessoas com comorbidades entre 40 e 44 anos e pessoas com deficiência permanente (BPC) de 40 a 44 anos; trabalhadores aeroviários

  • 1 de junho: portuários

  • Entre 1 e 20 de julho: pessoas de 55 a 59 anos

  • Entre 21 e 31 de julho: profissionais da educação entre 18 e 46 anos

  • Entre 2 e 16 de agosto: pessoas de 50 a 54 anos 

  • A partir de 17 de agosto: pessoas de 45 a 49 anos

Saiba quais as comorbidades estão contempladas no Plano Nacional de Imunização:

  • Doenças cardiovasculares

  • Insuficiência cardíaca

  • Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar

  • Cardiopatia hipertensa

  • Síndrome coronarianas

  • Volvopatias

  • Miocardiopatias e pericardiopatias

  • Doença de Aorta, dos Grandes Vasos e Fistolas arteriovenosas

  • Arritmias cardíacas

  • Cardiopatias congênitas no adulto

  • Próteses valvares e dispositivos cardiacos implantados

  • Diabetes mellitus

  • Pneumopatias crônicas graves

  • Hipertensão arterial resistente

  • Hipertensão arterial estágio 3

  • Hipertensão estágios 1 e 2 com lesão e órgão alvo

  • Doença cerebrovascular

  • Doença renal crônica

  • Imunossuprimidos

  • Anemia falciforme

  • Obesidade mórbida

  • Cirrose hepática

  • HIV

As pessoas que se enquadram nessas comorbidades e estão dentro da idade correspondente devem apresentar comprovante de condição de risco por meio de exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica. Cadastros já existente nas Unidades Básicas de Saúde podem ser utilizados.