Vacinação em SP: Governo anuncia datas de vacinação de trabalhadores do transporte público

·2 minuto de leitura
A health worker prepares a CoronaVac vaccine against COVID-19 during an immunization campaign for people on the streets in Sao Paulo, Brazil, on March 30, 2021. (Photo by Miguel SCHINCARIOL / AFP) (Photo by MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)
A partir de quarta-feira (21), começam a ser vacinadas pessoas de 65 e 66 anos (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)
  • São Paulo começará a vacinar metroviários e ferroviários em 11 de maio

  • Motoristas de ônibus e cobradores poderão se vacinar a partir de 18 de maio

  • Pessoas com comorbidades também foram incluídas no calendário

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), divulgou as datas de vacinação no estado para ferroviários e metroviários para 11 de maio e de motoristas de ônibus e cobradores para 18 de maio. 

São 10 mil ferroviários e metroviários, além de 165 mil motoristas de ônibus e cobradores para serem vacinados no estado. 

Leia também

Apesar do anúncio de que seria divulgado o calendário para todas as idades, Doria anunciou apenas a antecipação da vacinação de pessoas de 64 anos, que começará em 23 de abril. 

Atualmente, estão sendo vacinadas pessoas de 67 anos e professores com mais de 47 anos. Na próxima quarta-feira (21), começa a vacinação de pessoas de 65 e 66 anos em todo o estado. 

Doria anunciou ainda a vacinação de pessoas com comorbidades a partir de 10 de maio, incluindo pessoas com Síndrome de Down, pacientes transplantados e pacientes renais em terapia.

Confira o calendário de vacinação contra a covid:

  • 21 de abril: 65 e 66 anos

  • 23 de abril: 64 anos

  • 29 de abril: 63 anos

  • 6 de maio: 60, 61 e 62 anos

  • 10 de maio: pessoas com comorbidades

  • 11 de maio: metroviários e ferroviários 

  • 18 de maio: motoristas e cobradores de ônibus

Governo de São Paulo anunciou vacinação de pessoas com comorbidades, de metroviários, ferroviários, motoristas de ônibus e cobradores (Foto: Reprodução)
Governo de São Paulo anunciou vacinação de pessoas com comorbidades, de metroviários, ferroviários, motoristas de ônibus e cobradores (Foto: Reprodução)

Vacinação total da população 

Segundo Doria, a ideia é vacinar toda a população do estado até o fim de 2021. Além do Plano Nacional de Vacinação, para o qual o Instituto Butantan vai entregar 100 milhões de doses da vacina CoronaVac, o governo estadual prevê a compra de 30 milhões de doses. O contingente chegaria ao Brasil em setembro e ajudaria imunizar a totalidade da população paulista.

“São Paulo vai disponibilizar 100 milhões de doses da vacina do Butantan, esse é o contrato que nós temos com o governo federal. E vamos seguir: 46 milhões agora, 54 milhões depois, nós vamos seguir o programa nacional de imunização. Mas, também quero antecipar aqui que, a partir de setembro, após o cumprimento integral do nosso compromisso, do compromisso de São Paulo com o Brasil, com o Ministério da Saúde, já adquirimos 30 milhões de doses da vacina do Butantan junto ao laboratório SinoVac, que chegarão em outubro”, declarou Doria em entrevista à rádio CBN.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos