Vagina saudável: 7 dúvidas sobre higiene e produtos íntimos

Ainda assim, vale dizer que profissionais ginecologistas não recomendam o uso desses produtos, uma vez que eles podem fazer mal à saúde das regiões íntimas. (Foto: Getty Creative)
Ainda assim, vale dizer que profissionais ginecologistas não recomendam o uso desses produtos, uma vez que eles podem fazer mal à saúde das regiões íntimas. (Foto: Getty Creative)

Você provavelmente soube que o novo lançamento da cantora Anitta é um perfume íntimo, não é? A artista é conhecida por ser estrategista e aproveitou toda a polêmica envolvendo sua tatuagem no ânus para lucrar.

Ainda assim, vale dizer que profissionais ginecologistas não recomendam o uso desses produtos, uma vez que eles podem fazer mal à saúde das regiões íntimas, especialmente para quem tem vagina.

O Yahoo já refletiu sobre a adoção desses perfumes, sabonetes e desodorantes como estratégia para camuflar o odor natural que a vagina tem. Sempre é tempo para reforçar: vagina tem cheiro de vagina e está tudo bem!

Leia:

Deixe minha pepeka em paz! "Camuflar odor também é opressão"

Pensando nisso, reunimos 7 dúvidas comuns sobre o tema. Quem responde é Carla Cristina Marques, Médica de Família e Comunidade no Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde.

Y: A gente sabe que esse tipo de produto não é recomendado para pessoas com vagina. Pode reforçar os motivos?

Esses produtos podem desequilibrar a flora e alterar o pH vaginal, além de causar irritação e alergias.

Y: Pensando ainda nessa pressão de que a vagina precisa ter outro odor (não podemos deixar de dizer que é machista), como a gente pode sair dessa?

Conhecendo mais nosso corpo, tendo mais autonomia nas nossas escolhas, estando mais conscientes do que é natural e o que pode ser doença, sabendo que a vagina produz secreções com odor natural e que isso pode trazer informações sobre o ciclo menstrual e sua própria saúde. Quando houver alterações no cheiro e na cor da secreção ou sintomas físicos como coceira deve-se procurar profissional da saúde para avaliação e sabendo seu cheiro natural você poderá identificar essas alterações rapidamente.

"Quando houver alterações no cheiro e na cor da secreção ou sintomas físicos como coceira deve-se procurar profissional", alerta ginecologista. (Foto: Getty Creative)
"Quando houver alterações no cheiro e na cor da secreção ou sintomas físicos como coceira deve-se procurar profissional", alerta ginecologista. (Foto: Getty Creative)

Y: Além de questões de saúde física mesmo, que outros prejuízos emocionais e mentais esse tipo de opressão pode causar em mulheres?

Essa opressão pode afastar as mulheres do conhecimento do próprio corpo, piorando a qualidade de relações íntimas e do prazer na relação sexual, seja por vergonha ou por cobrança da parceria.

Y: É um desserviço artistas como Anitta, que tem um lugar de fala importante, colocarem nas ruas esses tipos de produtos?

É importante ouvir das pessoas um discurso de aceitação de nós mesmas, dos nossos corpos e cheiros diversos, evitando um apelo comercial para um produto desnecessário.

Y: De onde vem o mito de que a vagina "fede" e que, por isso, precisamos perfumar?

Na vagina existem glândulas que produzem secreções e de acordo com a fase do ciclo, alimentação e higiene esse cheiro pode se alterar. Da mesma maneira observamos essa alteração no odor do nosso hálito e do suor, por exemplo.

Y: É difícil ainda falar desse assunto, não é?

Há ainda quem reconheça a própria secreção vaginal natural como corrimento e que faça tratamentos para parar de tê-los ou ainda quem acha que suas roupas íntimas estão sempre sujas quando observam secreções no fim do dia. Cada vez mais, porém, observo que as mulheres buscam outras respostas para questões relacionadas à aceitação do ciclo menstrual, como por exemplo o crescimento de outras maneiras de tratar a menstruação com calcinhas absorventes e coletores menstruais.

Y: Do que precisamos para uma higiene íntima saudável e sem pressão?

A vagina e a vulva são autolimpantes, portanto não são necessários vários produtos para que fique limpa: água é suficiente. Usar roupas de tecidos naturais e evitar duchas e sabonetes íntimos também são boas escolhas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos