Valdemar chama atos golpistas de 'loucura' e diz que não representam Bolsonaro

SÀO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, classificou os atos golpistas deste domingo (8) como "loucura" e afirmou que não representam o bolsonarismo.

"Esse movimento de Brasília hoje é uma vergonha para todos nós e não representa o nosso partido, não representa o Bolsonaro."

O dirigente partidário afirma que a polícia e as forças de segurança precisam fazer a sua parte. Ele tenta diferenciar os atos deste domingo dos acampamentos nos quartéis do Exército. "Todos os nossos movimentos que foram feitos após as eleições em frente aos quarteés foram exemplos de educação, de confiança e de brasilidade", pontuou, acrescentando que foram pacíficos e ordeiros.

Lideranças do PL acenderam um alerta com os atos golpistas deste final de semana. Desde o resultado do segundo turno, apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) vem ocupando os quartéis e rodovias para expressar a insatisfação com o resultado das urnas.