Vale renova por 2 meses apoio financeiro a cidades de MG; discute termos para 2020

.

SÃO PAULO (Reuters) - A mineradora Vale informou que renovou por dois meses apoio financeiro temporário oferecido a municípios de Minas Gerais em que a companhia teve operações suspensas após revisões de segurança de suas instalações na sequência do rompimento de uma barragem em Brumadinho (MG) em janeiro passado.

A assistência, um acordo com a Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais (Amig), foi renovada para as cotas referentes aos meses de novembro e dezembro de 2019, enquanto "os termos do acordo para 2020 ainda estão sendo discutidos", disse a Vale em comunicado à imprensa nesta quinta-feira.

"Os valores foram acordados, individualmente, com as prefeituras tendo como base a Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM) recolhida antes da paralisação das atividades da empresa nessas cidades", explicou a mineradora.

A empresa não informou no comunicado os valores do apoio financeiro.

Em junho do ano passado, quando um primeiro acordo com a associação de municípios foi anunciado, a Vale informou que o aporte somaria 100 milhões de reais e contemplaria dez cidades.

As cidades beneficiadas pelo acordo são Barão de Cocais, Belo Vale, Congonhas, Itabirito, Mariana, Nova Lima, Ouro Preto, Rio Acima, São Gonçalo do Rio Abaixo e Sarzedo.

Na ocasião, foi anunciado que os termos do acerto seriam rediscutidos a cada três meses caso houvesse retorno das atividades produtivas.


(Por Luciano Costa)