Vans escolares vão transportar corpos de mortos por Covid-19 até cemitérios em SP

O Globo
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO — Com o aumento no número de enterros e o esgotamento de carros do Serviço Funerário em meio à pandemia de Covid-19, a prefeitura de São Paulo vai contratar vans escolares para transportar corpos de mortos.

A capital paulista registrou aumento de cerca de 30% nos sepultamentos no mês de março. Isso levou a prefeitura a permitir, na última quinta-feira (25), enterros noturnos, inclusive no Cemitério da Vila Formosa, o maior da América Latina. Os sepultamentos ocorrem das 7h às 22h — antes iam até 18h.

O Serviço Funerário tem, atualmente 45 veículos. A prefeitura autorizou, na última semana, a contratação de uma empresa, a Era Técnica Engenharia Construções e Serviços, responsável por fornecer, por um mês, quatro veículos de passeios e 50 automóveis do tipo "van, mini van ou furgão".

A empresa, por sua vez, contratou peruas escolares, já que os motoristas estão parados devido à suspensão das aulas presenciais. Eles terão que retirar os bancos e o adesivo amarelo que fica na lateral da van, com a inscrição "escolar".

Segundo a empresa, 150 motoristas se candidataram para a vaga — os 50 selecionados estão passando por treinamento. O pagamento é de R$28 por hora, e a previsão de trabalho é de 10 a 12 horas por dia.

A Era Técnica deve oferecer roupa e material de proteção para os motoristas que aceitaram o serviço. Ao final do período de contratação, a empresa irá higienizar os veículos usados para o transporte de corpos e reinstalar a faixa amarela.

"Com essa medida, o Serviço Funerário, que atualmente conta com 45 veículos, dobra o número de carros", informou a prefeitura em nota.